Busca Home Bazaar Brasil

Os registros de Lange: uma exposição sobre Jessica Lange

A atriz americana, estrela do seriado American Horror Story, tem seu passado de fotógrafa mostrado em São Paulo

by elav
Foto: reprodução

Foto: reprodução

Por Kênya Zanatta

A passagem do tempo costuma ser um golpe duro para as atrizes de Hollywood. Apesar de dois Oscars e o reconhecimento do público, a conhecidíssima Jessica Lange chegou aos 60 anos com a carreira em franca desaceleração. A reviravolta veio da telinha. Protagonista do seriado American Horror Story, um dos mais inovadores dos últimos anos, Jessica conquistou elogios, mais prêmios e uma nova geração de fãs.

Neste mês, a estrela de King Kong desembarca no Brasil para mostrar uma faceta ainda pouco conhecida. Ela inaugura, dia 10, uma exposição de fotografias no Museu da Imagem e do Som de São Paulo. Delicadas e de grande precisão técnica, as 135 imagens da mostra retratam momentos fugidios do cotidiano capturados no interior dos EUA ou em viagens por outros países, nos anos 1960. Suas fotos, realizadas sempre em preto e branco, evocam a solidão e o silêncio nos quais ela se refugia entre duas temporadas nos sets de filmagem.

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Em entrevista à Bazaar, Lange explicou que preza a liberdade e a independência que a fotografia lhe oferece. “Querendo ou não, o cinema é um trabalho em equipe. Já a fotografia é algo entre o mundo e eu. Quando saio com a intenção de procurar imagens, sempre vou sozinha”, pontua.

A mostra representa uma volta a sua primeira paixão – ela estudou fotografia na Universidade do Minesotta antes de abandonar a faculdade para virar atriz. Só voltou a fotografar nos anos 1990.

Para Lange, sua experiência no cinema a deixou “mais sensível ao que realmente interessa na fotografia: a luz”. Também vê um ponto em comum entre o trabalho de ator e o de fotógrafo: “É preciso estar presente, aqui e agora”. As semelhanças param aí. “O que me atrai na fotografia é o mundo, não sua recriação.”

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Boa parte das fotografias foi feita no México, um dos destinos preferidos da atriz, pelo seu povo “simples e generoso” e pela “luz extraordinária, que dá às cenas uma dimensão irreal”. Lá, ela também teve a oportunidade de capturar registros de circos itinerantes. Seu interesse por esse tipo de espetáculo popular inspirou a nova temporada de American Horror Story, que acaba de estrear no Brasil, no canal FX.

Estrelando a quarta história da antologia de terror, que acaba nos EUA no período em que começa no Brasil, Lange declarou que essa será sua última aparição no seriado. Aos 65 anos, ela chega a esboçar uma aposentadoria. Antes disso, ao menos dois filmes com a atriz devem estrear em breve por aqui: The Gambler, de Rupert Wyatt (23 de abril), e In Secret, de Charlie Stratton (ainda sem data definida). De 10 de fevereiro a 5 de abril.