The title is a drawing, de Clara Saito
The title is a drawing, de Clara Saito

Começou nessa terça-feira (16.06) a Mostra de Performance Arte VERBO, na galeria Vermelho. Essa é a 11ª edição da mostra que começou em 2005 e que se destaca por ser um dos únicos projetos desse tipo realizado dentro de uma galeria comercial. Marcos Gallon, diretor artístico do projeto, explica que ele foi criado porque para muitos de seus artistas da galeria lidar com o corpo era essencial. Não por acaso, nesse mesmo período, outros eventos surgiram com a mesma temática, como a PERFORMA. Foi na mesma época que Marina Abramovic organizou “Seven Easy Pieces” no Guggenheim de Nova York, que a levou para o MoMA, em 2010, com “A Artista está Presente”, alcançando reconhecimento muito além do circuito da arte.

“Quando criamos a VERBO, sabíamos que um programa ligado à performance arte dentro de uma galeria comercial deveria, necessariamente, criar instrumentos não apenas de financiamento para a pesquisa de artistas ligados a essa linguagem, mas também, garantir a inserção e divulgação dessas obras no cenário da arte atual”, explica Marcos Gallon.

O mito da diversidade étnica, de Olyvia Victorya Bynum
O mito da diversidade étnica, de Olyvia Victorya Bynum

Ao longo das onze edições, a mostra já apresentou trabalhos de mais de 500 artistas nacionais e internacionais, sempre com acesso gratuito ao público. A atual edição conta com ações de mais de trinta artistas de 11 países: Alemanha, Holanda, Argentina, Suíça, Coreia do Sul, Holanda, Espanha, Itália, Portugal, Dinamarca e Brasil. Terá ainda ações criadas para câmeras de foto e vídeo, além da 5ª edição do seminário VERBO Conjugado, e o lançamento do livro homônimo que apresentará uma reflexão acerca dos 10 anos da mostra com textos de diversos autores. A mostra vai até 11 de julho e programação completa pode ser conferida no site GaleriaVermelho.com.br/pt/verbo.