Foto: Pupin+Deleu

“Quase como uma nômade”, é assim que Polliana Aleixo tem vivido o ano de 2021. Foi neste ano também que ela se deparou com uma nova realidade nos bastidores de gravações, ambiente que lhe é familiar desde os 11 anos de idade, agora em um set de filmagem, no Uruguai, que contava com três idiomas simultaneamente.

Polliana é nome confirmado em “El Presidente”, série da Amazon Prime Video, roteirizada e produzida por Armando Bó, vencedor do Oscar 2015, na categoria Melhor Roteiro Original por “Birdman or (The Unexpected Virtue of Ignorance)”, já a atriz, interpreta a personagem Victoria Havelange, um dos papéis centrais na segunda temporada desta que foi sucesso em sua estreia, sendo inclusive, recém-indicada ao Emmy International 2021, na categoria Melhor Drama.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

“Adoro a sensação do ‘novo’, mesmo trabalhando com isso desde os 11 anos, foi um set que acontecia em três línguas, mas principalmente espanhol, e foi ótima oportunidade para ficar fluente em mais um idioma, fora a vivência de me conectar mais com a cultura da América Latina, , descobrir mais sobre si mesmo e esse potente coletivo que somos como latinos”, conta a atriz.

Foto: Pupin+Deleu

Questionada sobre a possibilidade de focar na carreira internacional ela explica: “Eu sempre flertei com essa ideia, já pensava nisso mais nova, mas como algo mais distante, sabe? De uns anos para cá, comecei a considerar como uma possibilidade mais tangível, uma meta a médio prazo. Confesso que esse movimento se iniciou antes do que planejava, o que prova como pode ser bom as coisas não saírem como a gente planeja sempre, né? E também acredito que esse seja um movimento cada vez mais comum daqui para frente, com a expansão das plataformas de streaming, o espaço que a internet vem ganhando, o mundo fica a um clique de distância e é um passo importante a ser reconhecido. Sou muito aberta às oportunidades e desafios que vêm me aparecendo, mas não acho que precise decidir seguir uma coisa ou outra, quero poder realizar trabalhos tanto no Brasil, que inclusive vem me dando orgulho cada vez com tudo que produzimos aqui, como também fora dele.”

Diferentemente da situação brasileira, o país de Mujica e Galeano, onde aconteceram as gravações, vive um panorama melhor no enfrentamento da Covid-19 e já tem 75% de sua população vacinada com duas doses. “A pandemia no Uruguai está bem controlada, não é nada que se compare ao que vivemos no Brasil, que infelizmente teve, e ainda tem, um dos piores índices de enfrentamento ao coronavírus. Poderíamos ter sido referência se tivéssemos encarado a pandemia da forma correta desde o começo visto que de um lado temos o SUS, que é uma potência e motivo de orgulho, que poderia vacinar tranquilamente com logística e organização 1,5 milhão de pessoas por dia, mas por outro, não tinha vacina suficiente ainda para aplicar tudo isso diariamente meses atrás e vidas foram perdidas. E tudo isso em grande parte pelo negacionismo do governo federal”, lamenta.

Foto: Pupin+Deleu

“El Presidente” contará com oito episódios e novo elenco, e mostrará as origens da transformação da Fifa em uma potência comercial e política. No centro da história está o ex-presidente da Fifa João Havelange, vivido pelo português Albano Jerónimo (“Vikings”), Polliana, por sua vez, interpreta a filha do protagonista. A série também conta com a britânica Anna Brewster e com os brasileiros Eduardo Moscovis e Maria Fernanda Cândido.

“Estou muito ansiosa para dividir o resultado desse trabalho, foi uma personagem desafiadora, com um arco bem grande na história – começo com 16 anos e vou até a fase adulta, onde a personagem casa e engravida -, tive a oportunidade de poder construir, literalmente, a história dela. Fora a oportunidade de poder trabalhar e absorver tantas coisas significativas, estou muito feliz e realizada com a oportunidade, foi uma experiência engrandecedora como pessoa e como atriz, me tirou da zona de conforto em muitos aspectos, morei fora por quatro meses, um set em várias línguas, uma história baseada em fatos reais, são muitos fatores que trazem uma bagagem para esse trabalho de muito valor, aprendi muito…”, comenta.

Bem cotada, a artista em breve lançará o filme “A Sogra Perfeita”, aposta da Paris Filmes que teve sua estreia adiada por conta da pandemia. Na trama, ela dá vida a personagem Cileia, funcionária do salão de Neide (Cacau Protásio), e que será treinada pela mesma para se tornar a “mulher perfeita” para seu filho Fábio Júnior (Luiz Navarro). O filme é dirigido por Cris D’Amato, a mesma diretora de sucessos como “S.O.S Mulheres ao Mar” e “Confissões de Adolescente”!

Tendo entre uma de suas bandeiras a sustentabilidade, a atriz, que é peixetariana, é adepta do conceito de moda sustentável e amante dos brechós. Ela inclusive já mostrou em suas redes alguns “achados” comprados durante sua estadia em Montevidéu, Polliana vê a moda como uma forma de se expressar artisticamente e acredita que sua ligação com ela vêm sendo reconstruída.

”Tenho uma relação geral com o consumo, de minimalismo. Eu procuro sempre fazer esse exercício de pensar se preciso e porque preciso daquilo. A gente vive cada vez mais cercado de propagandas, de possibilidades, de opções, e eu busco entender esse equilíbrio entre estilo, moda e meio ambiente, de onde vem, para onde vai, tudo que consumimos. Então, no fim das contas é uma relação de propósito também. Já tive uma relação menos próxima com a moda, por às vezes não ter me visto como parte desse mundo, minhas prioridades pareciam diferentes, mas hoje percebo o quanto a moda é uma tradução e ilustração de toda uma geração, cultura, época, a verdade é que moda conta uma história, justamente por ser uma forma de expressão. Quando entendi as coisas dessa forma, passei a me apropriar disso, entendi que posso usá-la para me expressar para o mundo, tanto em relação a como me sinto e como quero ser vista, até como penso. A moda pode ser revolucionária!”

Ela destaca também a urgência em lutar, por exemplo, contra o desmonte de órgãos ambientais, e respectiva fiscalização: “O Brasil é um País riquíssimo. Sempre tive orgulho de ser brasileira e, esse tempo fora, só reforçou isso. O pessoal de fora sempre comentava sobre o quanto éramos felizes, o quanto o povo brasileiro tem um certo viço. rs E isso é porque somos um País abundante, temos uma variedade absurda no Brasil, só no Rio de Janeiro, você tem praia, cachoeira, montanha e cidade. Sem falar que nós temos a Amazônia – que planejo conhecer o quanto antes, assim que tiver férias novamente. Nossas florestas valem muito mais saudáveis e de pé, ali estão a base da biotecnologia e de princípios ativos de vários fármacos, do que derrubada e comercializada a curto prazo. São verdadeiros tesouros que estão esvaindo das nossas mãos bem na nossa cara. Além de ser o lar de muitos indígenas, que são os reais donos das terras”, conclui a artista.

Foto: Pupin+Deleu

Fora das telas, a atriz usa também sua visibilidade para dar voz a outras causas importantes, embaixadora da marca TT Burger, Polliana se juntou há alguns anos ao projeto MuT.T.irão, em que, antes da pandemia, visitava todo trimestre o Jardim Gramacho.

“Eu penso quase todo dia nisso, em como estão as famílias e na saudade que sinto de fazer esse projeto. Ele consiste, basicamente, em duas etapas. Primeiro, arrecadamos material de higiene, fraldas, roupas, brinquedos, material escolar, todo tipo de doação para suprir as famílias que moram lá e, depois, montamos um dia completo de atividades e separamos os voluntários em diferentes setores para realizarmos um trabalho completo. Além de entregar todas as doações, fazemos um dia de brincadeiras e muito TT para as famílias, também temos um setor para preencher fichas cadastrais para ajudar na busca por emprego. A ideia é, a longo prazo, conseguir fazer dessa atividade não só algo pontual, mas que possa desenvolver uma mudança significativa, ainda penso em um projeto que possa trabalhar na capacitação dessas pessoas para trabalharem, por exemplo, até na própria cozinha do TT. A ideia é fazer a diferença de forma significativa. Sinto muita falta! É uma atividade trimestral e, assim que for seguro para todos, voltaremos com as atividades presenciais lá!”, finaliza.

*Polliana Aleixo veste Levi’s e Schutz