Quatro filmes que levaram Jodie Foster ao Oscar

A atriz completa 57 anos nesta terça-feira

by Marcela Palhão
Foto: Arquivo Harper's Bazaar

Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Jodie Foster - que está completando 57 anos, nesta terça-feira (19.11) – iniciou sua carreira muito nova: aos três anos de idade já participava de comerciais na televisão e, durante sua infância, fez diversos papéis em séries e filmes infantis da Disney. Seu sucesso também foi precoce e, aos 13 anos, Jodie interpretou uma prostituta em “Taxi Driver”, de Martin Scorsese, o que lhe rendeu sua primeira indicação ao Oscar.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM 

Por ter começado tão jovem, a lista de conquistas da atriz é gigantesca. Além de inúmeros papéis de sucesso, Jodie é formada em literatura pela Universidade de Yale, abriu sua própria produtora e, mais recentemente, tem se dedicado a dirigir filmes e séries, como alguns episódios de “Black Mirror” e “Orange Is The New Black”. Para celebrar seu aniversário, relembre quatro filmes que levaram Jodie Foster ao Oscar:

“Taxi Driver” (1976)

Cena de "Taxi Driver" - Foto: Reprodução/IMDb

Cena de “Taxi Driver” – Foto: Reprodução/IMDb

Com apenas 13 anos, a atriz interpretou uma criança vítima de prostituição infantil no longa dirigido por Scorsese. Ao lado de Robert De Niro, que interpreta um taxista que ao conhecer a personagem de Jodie decide salvá-la, a atuação da atriz lhe rendeu uma nomeação ao Oscar de “Melhor Atriz Coadjuvante”, mas a estatueta foi para casa com Beatrice Straight, por “Network”.

O filme rendeu diversas controvercias, principalmente pelo papel de Jodie Foster. Na época, tanto a produção, quanto a atriz afirmaram que ela passou por diversas avaliações psicológicas e acompanhamento de como o filme foi criado.

“Acusados” (1988)

Cena de "Acusados" - Foto: IMDb

Cena de “O Acusado” – Foto: IMDb

O longa conta a história de uma mulher, interpretada por Jodie, que é estuprada em um bar por vários clientes, enquanto outros fregueses assistem o crime sem fazer nada. Junto a sua advogada, a vítima precisa enfrentar o sistema de justiça que nem sempre oferece verdadeiro apoio às mulheres que são violentadas. “Acusados” rendeu o primeiro Oscar à Jodie Foster, que relata ter se inspirado em sua colega de trabalho, Kelly McGillis, que foi vítima de um estupro em sua própria casa.

“O Silêncio dos Inocentes” (1991)

Cena de "Silêncio dos Inocentes" - Foto: Reprodução/IMDb

Cena de “Silêncio dos Inocentes” – Foto: Reprodução/IMDb

Neste suspense, Clarice Starling (Jodie Foster) é uma agente do FBI escolhida para entrevistar Hannibal Lecter, com o objetivo de traçar o perfil de outro serial killer. O longa gira em torno de tensos jogos de pistas e enigmas, fugas, perseguições e o mistério sobre quem é o verdadeiro assassino. A atuação da atriz lhe rendeu sua segunda estatueta do Oscar, como “Melhor Atriz”.

“Nell” (1994)

Jodie Foster em "Nell" - Foto: Reprodução/IMDb

Jodie Foster em “Nell” – Foto: Reprodução/IMDb

O drama conta a história de uma mulher que viveu por 30 anos afastada da civilização, em uma casa na floresta, criada por uma mãe vítima de um AVC e uma irmã gêmea, que falece ainda criança. Considerada uma mulher selvagem por falar um dialeto próprio e nunca ter tido contato com a sociedade, Nell se torna o foco do estudo de dois psicólogos, que devem decidir se ela pode ou não viver sozinha na casa afastada.

Jodie foi indicada ao Oscar de “Melhor Atriz” por seu trabalho como Nell, mas acabou perdendo a estatueta para Jessica Lange, por sua atuação em “Blue Sky”.

Leia mais:
“Legalmente Loira” é clássico feminista dos anos 2000
Seis papéis marcantes na carreira de Julia Roberts
Bárbara Paz estreia como cineasta com filme sobre Héctor Babenco