Máxima Velocidad de la Madona de Rafael (1954) - Foto:divulgação
Máxima Velocidad de la Madona de Rafael (1954) – Foto:divulgação

Por Juliana Monachesi

Para amar ou odiar, sem muita opção intermediária, Salvador Dalí ganha megarretrospectiva a partir de hoje (30.05) no CCBB. Máxima Velocidad de la Madona de Rafael (1954, acima), é uma das 150 peças que integram a exposição, que seguirá para o Instituto Tomie Ohtake, em SP, em outubro. “Queremos mostrar o Dalí surrealista, mas também aquele que se antecipa ao seu tempo, que é audacioso, que defende a liberdade de imaginação do artista em sua própria criação”, afirma a curadora Montse Aguer. Segundo ela, a seleção de obras e material documental pretende comprovar a influência decisiva de Dalí na arte contemporânea. Mostra fica na cidade até 22 de setembro.

Salvador Dalí @ CCBB
Rua Primeiro de Março, 66, Centro, Rio de Janeiro, tel. 0xx21 3808-2020
Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h.