João Loureiro na Pinacoteca - Foto: divulgação
João Loureiro na Pinacoteca – Foto: divulgação

Por Juliana Monachesi

Abre nesta sexta-feira (29.11) para o público a impactante expo Avessos, de Lúcio Carvalho, na galeria Lume (Rua Joaquim Floriano, 711, Itaim). São 16 pinturas e esculturas que retratam uma coleção de memórias do artista por meio de lembranças reconstruídas e recriadas por sua imaginação e seus sentimentos. A Estação Pinacoteca inaugura duas mostras neste sábado (30.11), a coletiva Sobrenatural, com obras de nomes quentes como Erika Verzutti, João Loureiro e Tiago Carneiro da Cunha, e a individual de Arnaldo Battaglini, A Fronteira como Território. Tudo a partir das 11h.

Clique impressionante de Gilvan Barreto, em O Livro do Sol - Foto: divulgação
Clique impressionante de Gilvan Barreto, em O Livro do Sol – Foto: divulgação

A semana também está concorrida no lançamento de livros de arte: a galeria Marilia Razuk (Rua Jerônimo da Veiga, 131, Itaim) recebe convidados para comemorar o lançamento do livro Claudio Cretti, na segunda (2.12), às 19h. O Sesc Belenzinho comemora na terça (3.12), às 20h, o aguardado compêndio Geração 00, de Eder Chiodetto, que documenta a exposição de mesmo nome que já se tornou referência nos estudos fotográficos. Também na terça, a DOC Galeria (Rua Aspicuelta, 663, Vila Madalena) lança O Livro do Sol, de Gilvan Barreto, a partir das 19h. O Estúdio Madalena (Rua Faisão, 75, Vila Madalena) convida para lançamento de Desaudio, do fotógrafo Lucas Lenci, na quarta (4.12) às 19h30.

Bruno Miguel em cartaz no Rio - Foto: divulgação
Bruno Miguel em cartaz no Rio – Foto: divulgação

E, no Rio de Janeiro, tem abertura imperdível na quinta (5.12), do jovem mais-que-promissor Bruno Miguel, que acaba de voltar de residência em Nova York, com expo na galeria S & J Project(s) e participação de coletivas no The Gateway Project, na Penn Station, e na Solo(s) Projects House, ambos em Newark. A galeria Luciana Caravello Arte Contemporânea apresenta sua exposição individual Tudo Posso Naquilo Que Me Fortalece, com trabalhos inéditos em pintura que misturam incontáveis referências de forma surpreendente. O artista pinta slogans de empresas globais sobre pratos da Companhia das Índias, dos séculos 18 e 19, adquiridos em leilões e antiquários, por exemplo.