Sally Gabori – Foto: Divulgação

De 3 de julho a 6 de novembro de 2022, a Fundação Cartier, em Paris, apresenta a primeira grande exposição individual da artista aborígene Mirdidingkingathi Juwarnda Sally Gabori fora da Austrália.

Sally Gabori começou a pintar em 2005, por volta dos oitenta anos, e rapidamente ganhou renome nacional e internacional como artista. Em curtos anos de rara intensidade criativa, e antes de sua morte em 2015, ela desenvolveu um corpo único e vibrantemente colorido de trabalho sem vínculos aparentes com outras correntes estéticas, particularmente na pintura aborígene contemporânea.

Sally Gabori – Foto: Divulgação

Reunindo cerca de trinta pinturas monumentais, esta exposição é organizada em estreita colaboração com a família da artista e a comunidade Kaiadilt, de onde veio Sally, ao lado do especialistas em arte e cultura Kaiadilt. Imperdível!