Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb

Quentin Tarantino é cineasta, roteirista, produtor e ator. Ícone do cinema mundial, ele completa 56 anos nesta quarta-feira (27.03), e Bazaar separou seis obras fashionistas do americano para ver – ou rever. Provamos que o profissional utiliza a moda para enriquecer seus filmes. E que fique claro: ele sabe exatamente quais acessórios, cores e peças de roupa que vão impactar o público.

O diretor conquistou duas estatuetas do Oscar: de melhor roteiro original por “Django”, em 2013; e por “Pulp Fiction” em 1995. Quase onipresente, o americano consegue escrever, dirigir e atuar no mesmo filme. Existem também as clássicas teorias de que os filmes de Tarantino conversam entre si, como se fossem continuações de uma história só.

Veja a seguir:

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Cães de Aluguel – 1992

Um dos primeiros sucessos de Tarantino, “Cães de Aluguel” é o típico filme com muita violência e tiroteios. Resumir um filme desta magnitude em tão poucas palavras é quase um crime, mas, neste caso, a Bazaar ressalta a importância do figurino em uma obra como esta. Afirmar que a trama é fashionistas pode ser uma polêmica, mas ela é, sim.

Primeiro, sobre o roteiro: todos os nomes dos personagens de “Cães de Aluguel” remetem às cores, como codinomes. Segundo: o terno, a gravata e a camisa branca rotulam o que esses homens são. O preto corresponde poder. A gravata é a peça do guarda-roupa masculino que representa o falo, ou seja poder. E os óculos escuros, além de adicionar mistério ao olhar, impedem o contato direto ao utilizar as armas de fogo, protegendo-os.

Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb

Pulp Fiction: Tempo de Violência  – 1994

“Pulp Fiction” marcou uma era. N0s anos 1990 surgiram o grunge e o mood cool do final do século 20. Uma Thurman interpreta Mia Wallace e fez o corte de cabelo chanel com franjas bombar. Curiosamente, a roupa doa assassinos do filme são as mesmas que no filme “Cães de Aluguel”.

Bruce Willis interpreta Butch Coolidge e é um boxeador famoso. Ele aparece na cena abaixo com roupão amarelo.

Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb

Kill Bill: Volume 1 – 2003

Uma Thurman é uma mulher forte e fashionista. Tarantino a escolheu para ser a protagonista de um de seus maiores filmes: “Kill Bill”. A obra conta a história de Noiva, que  após acordar de um coma de quatro anos, luta por vingança. Além do figurino incrível da atriz – que é muito parecido com as peças usadas por Bruce Willis em “Pulp Fiction” -, a cultura japonesa adiciona drama à trama.

Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb

Bastardos Inglórios – 2009

Durante a segunda Guerra Mundial em uma França ocupada por nazistas, um plano de soldados judeus para assassinar os líderes nazistas coincide com o plano de uma dona de cinema, também judia. Além dos uniformes dos soldados de ambos os lados, as peças de roupas usadas pelas mulheres do filme são ótimas. Cada uma com a característica necessária para fazer crer cada personagem.

Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb

Django Livre – 2012

“Django Livre” dividiu as críticas da indústria cinematográfica. Amado por uns, desrespeitoso para outros, a obra conta a história de um escravo recém libertado em busca de sua esposa. Alfaiataria impecável para o alemão Dr. King Schultz, interpretado por Christoph Waltz.

Para Django, o figurino é composto por peças que ele vai juntando ao longo da obra. E Leonardo DiCaprio, que interpreta o grande vilão Calvin Candice, usa muita  alfaiataria vermelha. Porém, o personagem é extremamente caricato, quase cafona, se diferenciando do culto alemão que ajuda Django em sua missão.

Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb

Era Uma Vez em Hollywood – 2019

O filme estreia apenas em agosto, mas todos já estão de olho na próxima obra de Tarantino. “Era uma Vez em Hollywood” fala sobre a indústria na era dourada dos anos 1960, em que um fracassado ator e seu dublê tentam alcançar o sucesso. Os looks de Cliff Booth e Rick Dalton – interpretados respectivamente por Brad PittLeonardo DiCaprio – são os clássicos da época: o all jeans e o blazer (de couro) e gola alta. Mas quem chama mesmo a atenção é a personagem de Margot Robbie, que interpreta Sharon Tate e abusa da minissaia, peça que surgiu nos anos 1960 graças à estilista Mary Quant.

Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb

Leia mais:
Estilo: Maya Hawke possui genes fashionistas
Leonardo DiCaprio: cinco figurinos incríveis do ator americano
“Os 8 Odiados”, novo filme de Quentin Tarantino, ganha trailer
Gucci promove gala em homenagem a cineasta e artista