Caitlyn Jenner em "I am Cait", que estreia no dia 2 de agosto. Foto: reprodução
Caitlyn Jenner em “I am Cait”, que estreia no dia 2 de agosto. Foto: reprodução

Por Matheus Evangelista

Na manhã desta quinta-feira (23.07), Bazaar assistiu com exclusividade o primeiro episódio de I am Cait, que mostra em detalhes as transformações que o ex-medalhista olímpico Bruce Jenner enfrentou em sua corajosa mudança de gênero. Ao todo foram gravados oito capítulos, que estreiam no dia 2 de agosto e serão transmitidos pelo canal E! Entertainment. A série mostra de uma forma sentimental todas as dificuldades familiares, sociais e profissionais que Caitlyn enfrentou nas primeiras semanas após ter assumido publicamente sua mudança. Listamos abaixo os momentos mais do emocionantes episódio de pouco mais de 1h30.

O COMEÇO

“Me sinto péssima por pessoas que passam por essa transição sem um suporte, um apoio. Jovens estão sendo mortos nas ruas. Será que estou transmitindo a imagem correta?”, diz Caitlyn nos primeiros minutos do episódio de estreia de “I am Cait“. Sem maquiagem, filmando com uma câmera própria, Cait se mostra preocupada com o que está por vir. Logo em seguida, antes de sair de casa, um vídeo na TV anuncia sua capa para a revista Vanity Fair, com lágrimas nos olhos ela diz: “nunca estive tão animada na minha vida, hoje posso viver minha nova identidade”. Kim Kardashian liga para parabenizar e diz que o Twitter publicado por Cait está prestes a quebrar todos os recordes da internet. “Vamos quebrar esse recorde então. Adoro recordes”, brinca. “Todos estão de olho em você. Você não pode decepcionar”, diz Kim Kardashian antes de desligar.

Cait com a mãe Esther e a irmã - um dos momentos mais emocionantes da série. Foto: divulgação
Cait com a mãe Esther e a irmã – um dos momentos mais emocionantes da série. Foto: divulgação

MÃE

Esther, de 88 anos, chega até a casa de Caitlyn para conhecer a filha pela primeira vez. “Foi difícil assistir coisas na TV, olhar para as revistas e não entender o que estava acontecendo. Fiquei calada. Achei que terapia poderia ajudar”, confessou a mãe de Cait, que comemorou seu aniversário ao lado da filha. Foi a primeira vez que Caitlyn assinou um cartão com o novo nome. “É difícil contar para sua mãe todos esses segredos”, diz Cait. “Você está muito bem, sabia que estaria. Nunca suspeitei, você escondeu tudo muito bem. Acho que ao longo desses anos eu fui me preparando. Sabia que ele estaria vestido de mulher, mas para mim ele ainda é o Bruce. Eu tenho muito com o que me acostumare. E vou. Não quero e não vou chorar”, desabafou Esther, com os olhos cheios d’água.

“Existem momentos em que precisamos agir com rapidez. Queria ter falado com minha mãe sobre o nome que escolhi, mas não foi possível”, conta Cait, que queria ter descoberto quais nomes a mãe queria ter dado a ela caso tivesse nascido menina. Durante um almoço, Kylie Jenner liga para o pai via Facetime e essa é a primeira vez que ela vê Caitlyn. Cait joga tênis com a irmã e brinca: “agora entendo porque as mulheres usam top. Quando era homem jogava muito melhor”. Kylie aparece e não questiona o pai, brincam juntos e os dois colocam mega hair verde no cabelo. A preocupação de Cait com os familiares é constante. “Quero ter a oportunidade de ser honesto com a minha família e parece que tirei um peso enorme das minhas costas”, diz enquanto começa a separar suas roupas de homem para doação. “Onde é que Bruce estava com a cabeça? Quem vestiria isso?”, brinca.

Caitlyn em momento backstage durante as gravações de "I am Cait". Foto: divulgação
Caitlyn em momento backstage durante as gravações de “I am Cait”. Foto: divulgação

“Quando olho para você eu lembro de alguém da minha família”, diz Esther. “Mãe, mas eu pareço o mesmo”, rebate Cait. “É difícil para mim pensar nele como ela. Dizer oi para Caitlyn e não para o Bruce”, diz a mãe. “Você se sente desconfortável comigo, imagina eu, que vivi desconfortável em diversas situações a minha vida inteira. Eu não me encaixada em diversas ocasiões. Sempre estive preso no meio”, rebate Cait. “Eu amo o Bruce e isso não vai mudar. Só preciso de tempo para me acostumar”, finaliza.

“Quando ele ganhou aquela medalha de ouro em Montreal, achei que nunca mais sentiria tanto orgulho do meu filho. Mentira. Estou mais orgulhosa que nunca com tudo que está acontecendo agora”, disse Esther.

KIM & KANYE

Kim e Kanye West visitam Cait. “Nunca fui próximo de Kanye e gosto do fato que ele ajuda Kim a me entender, a entender todo esse processo”, diz Caitlyn. “Você é corajosa, encarou seus desafios de frente. Que vão para o inferno todos esses pensamentos, críticas e opiniões de celebridades ou quem quer que seja. Você resolveu enfrentar tudo isso”, disse Kanye. “Como você está magra! Quero que me mostre todo seu closet”, pede Kim, que faz observações sobre vestidos e encontra um modelo Tom Ford igual ao que a mãe, Kris Jenner, possui no armário. “Vamos armar um dia para que as duas saiam de casa e se encontrem com o mesmo look”, brincou.

"Será que estou transmitindo a imagem correta?", diz Cait bem no começo do primeiro episódio. Foto: reprodução
“Será que estou transmitindo a imagem correta?”, diz Cait bem no começo do primeiro episódio. Foto: reprodução

DIA A DIA

“Já estive na minha casa, com uma arma na mão e pensei em acabar com tudo isso. Essa luta é real e eu passei por essa situação. Quase me suicidei”, revela Cait, que resolve visitar os pais de um adolescente de 14 anos que havia acabado de tirar a própria vida. Para isso Cait precisou sair do carro deitada, trocar para uma van e depois seguiu rumo ao terceiro veículo – tudo para chegar até San Diego sem ser fotografada. “Ouvi dizer que os fotógrafos lucram até US$250 mil com uma foto minha. Eles não param um segundo, são parasitas”, conta.

Emocionada, consola a mãe do adolescente, se encontra com amigos do jovem e solta balões em homenagem a mais um inocente que perdeu a guerra contra o preconceito. Caitlyn ainda está aí, pronta e decidida a vencer. Ainda bem.