Vinhos da Itália – Foto: iStock

Quando se pensa em vinho, um dos países que vem à mente é a Itália. Para os apreciadores dessa bebida fermentada, o país europeu pode proporcionar uma excelente experiência. O enoturismo está em alta em diversas partes do mundo, e vale a pena investir na Itália como próxima viagem para explorar os vinhos locais, além de conhecer a sua produção.

O enoturismo combina a apreciação de vinhos com o conhecimento da cultura local. Os vinhos podem fazer parte de uma experiência gastronômica e suas tradições. Também é possível visitar vinícolas e aprender mais sobre seus vinhedos. Muitos locais também possuem museus, que contam a história do vinho no local.

Quem quer embarcar em uma viagem de enoturismo de qualidade pode explorar a Toscana, região do centro da Itália. Além dos vinhos, a paisagem impressiona, e as visitas às cidades medievais levam o passeio a outro patamar. Lá, o terreno é fértil para a produção de uvas.

Tem diversas conhecidas por seus vinhos como Montalpulciano e Montalcino. Também é possível explorar a rota do vinho de Chianti. Dá para contemplar a paisagem e as plantações de uvas pelo caminho. Muitas das vinícolas locais oferecem degustações, além de refeições.

A Vindiama, como é chamada a colheita da uva, ocorre no mês de setembro. Se for programar a viagem para essa época do ano, pode aproveitar ainda mais, já que oferecem tanto festas e festivais de vinho quanto degustações deliciosas. É possível também aproveitar a viagem em qualquer época do ano, mas essa tem um gostinho mais especial ainda.

É preciso ter alguma programação para visitar algumas das vinícolas, que precisam de agendamento. Para não deixar passar nenhum evento importante, é interessante checar o calendário de comemorações da região, como a Festa dellUva e del Vino, que se passa em Chiusi.

Há produção de vinho por toda a Itália – cada lugar com suas características próprias, devido ao clima local. A Toscana abriga a produção de vários tipos de uva como Cabernet Sauvignon, Merlot, Trebiano Toscano e Vernaccia. Já a Sangiovenese é a uva mais popular da região. Para quem gosta de vinho Malbec, a produção desse tipo de uva se dá no Norte da Itália. São conhecidas as vinícolas Valle d’Aosta, Piemonte e Friuli-Venezia.

Já no Sul, por ser uma região quente e seca, as uvas que ganham mais atenção são Negroamaro e Primitivo. É possível explorar todo o país para apreciar um bom vinho. Há vinícolas distribuídas em diversas regiões como a de Molise, Campania e Basilicata, mais ao Sul do país.