A paradisíaca praia Rio de Barra – Foto: Reprodução

Em depoimento ao blog da Harper’s Bazaar

Dormir e acordar num dos quartos lindos e confortáveis da Pousada Tangará de Sonia Prado, que tem camas americanas com lençóis imaculados de algodão 300 fios, seguido de farto café da manhã à moda baiana com todas as frutas, tapiocas e ovos que o freguês tem direito. Na sequencia, refestelar-se numa espreguiçadeira ali na frente mesmo, pedaço mais badalado de Trancoso. Point de praia do verão, é para a Tangará que os bacanas vão quando estão nas imediações.

Tudo calmo na Pousada Tangará – Foto: Divulgação

Antes de sucumbir ao primeiro drink, uma boa caminhada em direção ao Rio da Barra, que é sempre um cenário magnifico ou em direção à Praia de Itapororoca. No caminho, parada obrigatória para água de coco e milho verde na espiga.

O imperdível Ebi Max, trouxinha de salmão com camarão empanado e molho tarê – Foto: Reprodução/Instagram

Endorfinas aguçadas e dever com a saúde cumprido, é hora de abrir os trabalhos e bater o ponto na Estrela d’Água, que tem uma casquinha de siri e um Bloody Mary espetaculares e de quebra o serviço de praia mais paulista da Bahia. Importante aqui é deixar espaço para o sushi de Max Kamura, jovem e talentoso sushiman consagrado no Soho de Salvador. Dois pratos imperdiveis: o Ebi Max – uma trouxinha de salmão com camarão empanado e molho tarê – e o Ceviche Nikkei – marinado de salmão com vinagre de gengibre.

Manuela Carta curte Trancoso – Foto: Reprodução/Instagram

Fim de tarde, hora de passar no Quadrado e dar uma conferida nas prateleiras da NK, Osklen, Etnia e na MTrancoso de Silvia Mecozzi, que produz as cerâmicas mais charmosas do pedaço, as mesmas que fazem parte do dia a dia de 10 entre 10 bacanas que têm casa nesta orla.

Depois do banho e de uma breve siesta (afinal ninguém é de ferro e praia como se sabe cansa), é hora de rumar para o Los Negros, do chef argentino Francis Mallmann em sociedade com Fernando Droghetti, o Jacaré e Jan Milan. Com este trio à frente do negócio duas coisas estão garantidas: comida boa e charme no decor. Sugestões: salada de rúcula com lascas de pera e nozes de entrada; tagliatelle com amêndoas e farofa de pão ou bife a milanesa como pratos de resistência; e para encerrar panquecas de doce de leite, por supuesto.

A balada Monkey bar – Foto: Reprodução/Facebook

Na sequência o rumo é a baladinha mais cool da temporada, o Monkey Bar do barman francês Olivier Calmant, um expert não apenas em Mojitos e Dry Martinis, mas também um craque da vitrola. Sim, porque é de uma coleção de vinis espetacular que ele tira o melhor som das noites de Trancoso, misturando lendas como Sonny Rollins, The Clash e Darondo com Chico Buarque, Jacques Dutronc e Johnny Guitar Watson, numa seleção eclética de raro bom gosto e sofisticação.

Vale conferir a playlist bacanérrima que ele preparou especialmente para Bazaar. Para acompanhar, Calmant sugere o drink que mistura Absolut Citron, Licor St Germain da Provence e Cranberry, ao qual deu o sugestivo nome de “Enfant Terrible”…

Miss YouRolling Stones
Get Up Off Your ButtDarondo
AfricaAmadou & Mariam
Hang’ Em HighJackie Mittoo
Shake Your HipsSlim Harpo
Moving Out- Sonny Rollins
Sex and Drugs and Rock and RollIan Dury
The LovecatsThe Cure
Guns of BrixtonThe Clash
Sugar ManRodriguez
Transmission- Girl in a Coma
Apesar de VocêChico Buarque
I am a RockSimon and Garfunkel
Il Est 5 Heures Paris S’Eveille Jacques Dutronc
Just The Two of UsBill Withers
Superman Lover Ain’t That a BitchJohnny Guitar Watson
Still is Still Moving ToneToots with Willie Nelson
Steping Razor- Peter Tosh