O pavilhão dourado, em Kyoto/Foto: Arquivo Pessoal

Nesse mês de julho, tirei minhas tão sonhadas férias, com um roteiro muito planejado rumo ao Japão, passando por Londres. Recém chegada e já saudosa, vou compartilhar algumas dicas boas aqui no blog, começando por Kyoto, no Japão.

Kyoto fica a 513km de Tóquio. Pelo trem bala (mais conhecido como Tokaido Shinkasen), são 2 horas e meia de viagem. É ali que se concentram os templos budistas e aonde o estilo tradicional japonês é (quase) intacto.

Com tantos templos na cidade, é difícil listar todos, mas aqui estão os que mais me impressionaram:

Sanjyusangen-do: popularmente conhecido como “O templo dos mil budas”, o longo pavilhão abriga literalmente mil e uma estatuas de Kannon – deus da guerra – algo impressionante de se olhar.

Kinkaku-ji: também conhecido como “Pavilhão dourado”, o templo budista de três andares teve suas paredes banhadas em ouro e está localizado em torno de um jardim incrível do período Muromachi. Apesar da lotação turística; vale a visita.

Ginkakuji: este templo zen deveria ter o mesmo destino do pavilhão dourado e ter tido suas paredes banhadas em prata, mas a guerra adiou os planos para sempre. Mesmo assim, é um lugar lindo de visitar, principalmente para ver a vista da cidade, do alto. Ao lado do templo está “O caminho do filósofo”; uma caminhada próxima ao canal, cheia de cafés e lojas de decoração, imperdíveis.

A esquerda, nos jardins do templo dos mil budas; a direita; vista de Kyoto, do alto do "Pavilhão Prateado"

Para comer: Sushi Iwa
Afastado do centro (aonde está a maioria dos restaurantes), e escondido em uma pequena rua no meio do nada, o restaurante é o melhor da cidade para comer sushi. Fui recebida pelo próprio chef, um expert em culinária oriental e sommelier dos bons. O menu kaiseki é dividido por preços e o que muda é a qualidade do peixe. Peça o intermediário, que inclui Toro (atum gordo).

Para se hospedar: Hyatt Regency Park Kyotto
Também afastado do agito central, o hotel possui serviço excelente, além do melhor buffet de café da manhã da cidade.

Para tomar um drink: Ponto-cho
A região é conhecida pelos bares e restaurantes. A dica é passear por ali e ir entrando nos bares que te parecerem interessantes. A diversão é garantida.

Bar de tema mexicano em Ponto-cho e cheesecake de um dos cafés que ficam no "Caminho do Filósofo"

Não perca também:
A Zara e a loja de departamentos Isetan para boas comprinhas fashionistas; a região de Gion para ver as gueixas (difícil ver uma de verdade, mas vale o passeio) e a cidade de Nara, a meia hora de Kyoto e aonde está o templo Todai-ji, que abriga a maior imagem de Buda já construida em bronze. (por Chantal Sordi)

No templo Todai-ji, aonde está a maior imagem de buda já construída em bronze (foto da direita)