Vista da cidade e da Torre CN – Foto: Divulgação

Cidades grandes têm um brilho especial. A presença de influências de vários países oferece ao visitante um prato cheio de culturas diferentes para serem conhecidas e experimentadas. Visitar uma cidade do tipo, seja em família ou sozinho, é sempre uma ótima experiência.

Poucas cidades contam com a riqueza de Toronto, no Canadá. Além de muito bem localizada, pertinho da fronteira entre o Canadá e os Estados Unidos, ela conta com atrações de todos os tipos, construções famosas, uma grande variedade de museus e até passagens subterrâneas.

Planejar a viagem com antecedência é um ponto importante, o que facilita para que tudo ocorra de maneira tranquila, além de ajudar a reduzir custos. Nos períodos de baixa temporada, é possível encontrar bons preços de passagem para Toronto, por isso, não perca a oportunidade e aproveite. Conheça alguns dos pontos turísticos obrigatórios para visitar durante a estadia na cidade.

Torre CN
Principal cartão-postal da cidade, ela é considerada a terceira torre mais alta do mundo, com 553,33 metros. Seu processo de construção foi impressionante: ela levou 26 meses para ser concluída e o resultado foi uma estrutura de 40.500 metros cúbicos de concreto no total. A torre é utilizada para transmissões de sinal de televisão, rádio e até redes de pager e celular por várias empresas diferentes.

Casa Loma

Casa Loma – Foto: Divulgação

Levando o nome de “Casa na Colina”, o castelo foi construído nos modelos do estilo neorromântico pelo financista sr. Henry Pellatt alguns anos antes da Primeira Guerra Mundial. A construção nunca chegou a ser concluída, já que, devido a problemas financeiros em decorrência da Grande Depressão, a família teve os bens, incluindo a casa, confiscados. O castelo esteve, inclusive, prestes a ser demolido, mas foi arrendado por uma companhia em 1937 e então aberto ao público como atração turística. Além de toda a importância histórica, a Casa Loma também foi utilizada como cenário para representar a escola de mutantes do professor Charles Xavier durante as gravações do filme “X-Men”.

Ontario Science Centre

Ontario Science Centre – Foto: Divulgação

O Ontario Science Centre é um extenso museu de ciências, com seis andares e os mais diferentes tipos de exposição. As atrações permanentes envolvem geologia, anatomia humana, ciência da natureza, ciência astronômica, música, entre muitas outras. A proposta do museu, inaugurado em 1969, é propor um espaço com atrações passivas e interativas, permitindo ao visitante ir além da observação, podendo tocar, testar e sentir as diferentes reações ao longo de cada exposição. As atrações conseguem chamar a atenção de todos os integrantes da família.

Cidade subterrânea
Uma das atrações mais impressionantes da cidade só consegue ser desfrutada pelos turistas mais atentos. A cidade subterrânea de Toronto, conhecida como Path, é considerada o maior centro comercial subterrâneo do mundo, com aproximadamente 30 quilômetros de galerias e passagens abaixo do nível da rua. O conjunto de corredores subterrâneos foi criado como uma alternativa para os pedestres conseguirem se deslocar de maneira mais confortável durante os dias mais frios na cidade, com temperaturas de não passam dos -10º C durante o inverno – que vai de novembro a fevereiro no Hemisfério Norte. A cidade subterrânea é climatizada e conta com lojas, escritórios, bares e mercados, além de interligar importantes partes da cidade.