Busca Home Bazaar Brasil

Um giro pelo hotel Belmond das Cataratas

Endereço é o único dentro do Parque Nacional do Iguaçu

by redação bazaar
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Estive recentemente no Belmond Hotel das Cataratas, único hotel dentro do maravilhoso Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, lá no finzinho do Paraná.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O lugar é um espetáculo, foi todo restaurado mas manteve seu estilo original. Tem ares de casarão colonial, puro luxo no meio da floresta tropical. Seus jardins são extremamente floridos e me encantei com a piscina rodeada por orquídeas.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Em se tratando de bem-estar, as suítes são super espaçosas – algumas têm piscinas privativas, mas recomendo as que têm vista para as Cataratas. Há dois restaurantes padrão Belmond e um bar incrível com vista idem para o pôr do sol; fitness center com janelas panorâmicas, quadra de tênis com todo equipamento disponível e um SPA deslumbrante, que usa produtos infundidos a partir de ingredientes colhidos da floresta de forma responsável, sustentável, repletos de propriedades regenerativas e naturais. Um escândalo.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Imagina fazer o Spa Retreat que o hotel oferece?

Apesar do impacto que o Belmond causa, o hotel é apenas uma das maravilhas do Parque. Ainda bem! Competir com toda a exuberância que o rodeia não configura tarefa fácil, mas é cumprida com excelência, e estar hospedado ali significa ter o melhor ponto de partida com toda a estrutura necessária para viver cada uma das experiências fantásticas que a região oferece. Além de todo o suporte do concierge, os hóspedes do Belmond também têm horário exclusivo para entrada no Parque.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Não deixem de fazer a caminhada ao amanhecer, que pode acontecer em grupo ou de forma particular, com guia e fotógrafo. Não dá para descrever a sensação. As cores, as primeiras luzes da manhã, o cheiro do ar, as imagens da fauna e flora. É como um caleidoscópio, é um silêncio com barulho de cachoeira. Aliás, a vida neste lugar tem esse eterno barulho de água. Um sonho.

No extremo oposto, há a caminhada da lua cheia, uma aventura noturna pelas trilhas da floresta, com outro cenário, outros animais e que, com um pouco de sorte, lhe brindará com o arco-íris lunar nas quedas d’água. Em uma palavra: raro.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Imperdíveis também os voos de helicóptero sobre as Cataratas. Há dois modelos disponíveis: um curto que vai apenas acima das quedas e um mais logo que sobrevoa o Marco das Três Fronteiras no encontro de Brasil, Argentina e Paraguai. Não sou muito das alturas, mas simplesmente não dá para não ver isso tudo de cima.

Quer provar a tradicional culinária Guarani e ainda participar da cerimônia do tabaco na companhia dos membros mais importantes da tribo? Há um evento que reúne visitantes e indígenas em volta de uma fogueira e o bacana é que toda a renda do ritual vai para a comunidade Guarani.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Visitar o Parque das Aves, um santuário bem próximo cheio de tucanos, araras e flamingos entre outros, é muito bacana pois é possível alimentar algumas espécies e ainda observar filhotes fofos.

Em matéria de exploração de cataratas, o segredo é ir de lancha mesmo. O passeio começa pela floresta, de jeep, até o porto. Vista uma boa capa de chuva, embarque e siga pelo rio Iguaçu observando as inacreditáveis quedas d’água.

As mais famosas e mais impressionantes são as quedas Os Três Mosqueteiros e a Garganta do Diabo. Incomparável observar tanta água sob esta perspectiva. No nível do rio, você integra o ambiente. É emocionante.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Como aventura pouca é bobagem, ainda é possível complementar essa jornada com uma descida de rapel na famosa cachoeira Salto Macuco e encarar corredeiras pelo rio Iguaçu.

Leia mais:
Royal Clippers: Bazaar faz um passeio no maior veleiro do mundo
Alentejo: veja quatro museus de arte para visitar já
Guillermo Del Toro: cinco obras do diretor para assistir