O stylist Felipe Veloso - Foto: reprodução/Harper's Bazaar
O stylist Felipe Veloso – Foto: reprodução/Harper’s Bazaar

Em depoimento a Matheus Evangelista

6:30 Acordo e logo tomo minhas vitaminas e multivitamínicos. Gosto de ter uma vida saudável, mas nem sempre consigo, então tento compensar a falta de uma
alimentação balanceada com essas cápsulas, aliadas ao meu suco detox, que tomo, religiosamente, todas as manhãs.

8:00 Como não tenho secretária, quem emite as notas fiscais de trabalhos, responde e-mails e resolve pendências sou eu mesmo. Minha vida é muito pilhada e, por isso, tudo precisa estar sob controle. Assim que termino de malhar, volto para casa e resolvo assuntos de ontem, corro para amarrar tudo de hoje, já pensando no amanhã. Chego a receber uns 60 e-mails por dia e levo até duas horas para conferir créditos de produtos e peças usadas em editoriais. Vejo se todos os acessórios foram devolvidos, resolvo questões com meus assistentes e, quando tudo está resolvido, passo para meu próximo compromisso do dia.

10:00 Sigo para reunião com a minha amiga, a estilista Patrícia Viera. Já estamos planejando detalhes de um desfile que só deve acontecer em novembro, em São Paulo. A vida de um stylist não é nada simples, e em apenas um dia preciso resolver e dar continuidade a tarefas que nem sequer acontecem na mesma semana. É preciso escolher cores, tecidos, pensar na trilha sonora. Agora, por exemplo, estamos criando para três eventos – a mesma coleção, apresentada em lugares distintos e com propostas e pesos diferentes.

Felipe e modelos no backstage do desfile da Pat Pat’s - Foto: reprodução/Harper's Bazaar
Felipe e modelos no backstage do desfile da Pat Pat’s – Foto: reprodução/Harper’s Bazaar

13:00 Meus almoços são longos. Tento sempre fazê-los durar 1h30. Quando estou trabalhando com Patrícia, costumo comer na própria fábrica. Não como derivados de leite, não como doces e nada de frituras. Não tomo refrigerantes, estou radicalmente sem bebê-los há mais de um ano.

15:00 Saio da fábrica e começo a preparar todo o material que vou usar na campanha de uma joalheria, que vamos fotografar em São Paulo. Primeiro, conferindo com o produtor o que está faltando. Tenho uma pessoa que produz o que precisamos e outra que faz uma espécie de produção executiva, controlando horários, cachê e essas coisas mais burocráticas. É preciso ter tudo arrumado para que a mala que será levada para o estúdio esteja completa, sem faltar nada. Não gosto de deixar nada para a última hora, tanto que cada mala de trabalho é feita em três dias. Tudo para evitar falhas.

17:00 Sigo para o lançamento da coleção masculina que o designer Jack Vartanian lança no Fashion Mall, aqui no Rio de Janeiro.

18:00 Logo em seguida, já estou a caminho do apartamento de Caetano Veloso, para organizar uma de suas malas de viagem. No dia 10 de setembro, ele embarcou para uma turnê americana. O show conta com figurino próprio, mas ele leva também uma mala pessoal. Como tem outros compromissos, essas roupas precisam ser separadas de acordo com a situação: para alguma premiação, um jantar, uma festa.

O stylist dá os últimos ajustes em look do desfile da Triya - Foto: reprodução/Harper's Bazaar
O stylist dá os últimos ajustes em look do desfile da Triya – Foto: reprodução/Harper’s Bazaar

20:00 Antes de ir para casa, vou correr. Geralmente, corro entre oito ou nove quilômetros por dia, em 50 minutos, na lagoa ou na praia, alterno sempre. Geralmente, no fim de tarde, corro na praia e, de manhã, na lagoa. Quando termino, tento já jantar direto. Na verdade, como um sanduíche ou me encontro com amigos, mas sempre uma coisa leve.

21:00 Chego em casa, tomo um banho e começo a preparar minha mala pessoal, pois vou passar o fim de semana em São Paulo. Preciso me programar para o trabalho que vou fazer e todos os eventos sociais. Essa mala dá um pouco de trabalho, porque preciso pensar do básico até o “modelão” para abalar numa festa.

23:00 É a hora de sentar para checar e-mails recebidos ao longo do dia. Tento fazer isso pelo telefone, mas é muita coisa e vários dependem de coisas que estão em casa, como documentos, imagens de referências e, por isso, gosto de ficar quieto quando estou nessa função. Também uso esse tempo para organizar minha vida pessoal. Pago contas, vejo extrato no banco, faço transferências.

23:30 Não assisto à TV em casa. Durmo muito tarde, fico pilhado com os assuntos que preciso resolver. Se tiver alguma festa de amigo, começo a me arrumar para ir. Caso não tenha nada, começo a me preparar para dormir. Não durmo muito, preciso de, no máximo, quatro horas de sono por dia e, por causa do trabalho, se não der para dormir e precisar ir direto, eu encaro numa boa.

Assine a Harper’s Bazaar