Alexandra veste camisa de seda Tom Ford, shorts Blumarine e escarpins Tom Ford - Foto: Lucca Morelli/reprodução
Alexandra veste camisa de seda Tom Ford, shorts Blumarine e escarpins Tom Ford – Foto: Lucca Morelli/reprodução

Por Matheus Evangelista

Olhando assim, de relance, é difícil adivinhar a nacionalidade de Alexandra Fructuoso, empresária portuguesa que vive no Brasil há quase três décadas. Nascida em Coimbra, ela saiu de seu país aos 19 anos, para estudar, e escolheu a cidade de São Paulo para morar. Hoje, as idas para Portugal continuam frequentes. Quando não é verão por aqui, ela viaja para a casa de praia que mantém em Figueira da Foz, para encontrar a família “Meus pais e minha irmã moram lá”, conta ela, que costuma passar um m6es inteiro de férias no lugar.

Logo que bateu o olho no projeto do escritório de arquitetura português Ello 2, soube que era ali que passaria seus dias de dolce far niente, ao lado do marido,o empresário Roberto Guttmann,e seus sete filhos: Vicky, 30 anos, Andre, 27, Maurice, 26, Rafael e Isabella, 17,Alissa, 11, e Lian, 9 anos – quatro biológicos, um adotivo e dois enteados.“Gosto muito de luz. Queria uma casa iluminada, com elementos brancos para trazer frescor”, explica.“O sofá verde, a estante de espelhos e os bancos do Philippe Starck foram as primeiras peças que escolhi, sabendo que todo o resto seria branco”, detalha. E a imagem do cavalo? “Para mim, ela transmite poder, nobreza, coragem e é símbolo de lealdade e esforço”, acredita. Na área externa, uma piscina suficientemente grande – e com aquecimento – acomoda todos os filhos.“Também montei um quarto de brinquedos que reproduz uma selva,com cachoeira e muito verde para eles brincarem.”

Alexandra usa tuma passar um mês inteiro de férias no lugar.vestido bordado Davidson Zanine - Foto: Lucca Morelli/reprodução
Alexandra usa vestido bordado Davidson Zanine – Foto: Lucca Morelli/reprodução

É lá, em seu refúgio português, que Alexandra descansa da atribulada rotina de empresária e sócia da marca de vestidos Davidson Zanine.“Consigo me transformar facilmente. Num piscar de olhos, deixo a executiva de lado e encaro uma personagem adolescente, com calça rasgada e boné”, diverte-se, ao lembrar que adora ficar em casa ouvindo os berros de “mãe” ininterruptamente.

O negócio que administra desde 2012 entrou na sua vida por acaso. Formada em Administração Hospitalar – ela era uma das proprietárias da empresa United Medical –, mas cansada do trabalho burocrático, resolveu abrir mão de tudo. De passagem pela Europa durante a temporada de desfiles – ela é habitué das semanas de moda –, encontrou o então maquiador Davidson Zanine. Ele mostrou um portfólio de desenhos e croquis, que, de tão impressionantes e de bom gosto indiscutível, fizeram com que ela o chamasse para uma loucura: abrir uma marca de vestidos de festa.

Alexandra usa vestido Tom Ford, sandálias Jimmy Choo e bracelete Giuseppe Zanotti - Foto: Lucca Morelli/reprodução
Alexandra usa vestido Tom Ford, sandálias Jimmy Choo e bracelete Giuseppe Zanotti – Foto: Lucca Morelli/reprodução

Convite feito, convite aceito. Davidson é o diretor criativo da label homônima, enquanto Alexandra é a presidente, investidora e responsável pelas estratégias comerciais da marca, que, em três anos, dobrou de tamanho e vem conquistando espaço dentro e fora do País. De um ateliê montado em Higienópolis, a marca se prepara para um salto em 2016: uma casa está sendo construída em plena Avenida Brasil, no Jardim Europa, com inauguração prevista para março.Ali será possível encomendar vestidos para bailes de gala, festas mais informais e até casamentos.

Nas palavras de Alexandra, o projeto é único. O radar da dupla não para e um escritório de relações-públicas funciona em Los Angeles para atender a demanda internacional.Britney Spears, Roselyn Sanchez e Nancy Spielberg já reinaram em red carpets com modelos exclusivos. No Brasil, Sabrina Sato, Ivete Sangalo e MarianaWeickert são algumas das embaixadoras da it brand.

Maiô Lenny Niemeyer, sandália Gucci - Foto: Lucca Morelli/reprodução
Maiô Lenny Niemeyer, sandália Gucci – Foto: Lucca Morelli/reprodução

Alexandra passa tanto tempo viajando que uma verdadeira estrutura de guerra é pensada para quando precisa embarcar.“Às vezes, um mês antes da viagem já está tudo pronto! Fazer as malas é uma ciência e tudo começa com o planejamento de quantos dias ficarei fora. De acordo com o clima, organizo de forma a aproveitar ao máximo as peças que levo”, conta ela, que não se diz refém da moda e “usa uma mistura equilibrada” das tendências. Também não acumula compras e sempre que adquire uma nova peça, outra segue para amigas ou doação.

Durante suas viagens, aproveita para fazer o que mais gosta: visitar museus e galerias de arte.“Posso dizer que metade das minhas obras foram trazidas de fora.” Nas paredes de sua casa vigoram achados de Marc Chagal, Alfredo Volpi, Diego Velázquez, Fernando Botero e do próprio pai, Antonio Manuel D. Coito Elias.“Eu e meu marido temos gostos parecidos, o que ajuda na decisão quando um de nós não está presente, mas, na maioria das vezes, discutimos antes, avaliando a foto e o impacto que cada obra causa em cada um”, entrega ela, que adora viver off-line, sem gadgets ou grudada no aplicativo da vez.“Gosto de chegar em casa e curtir meu espaço, relaxar e não ter pressa para absolutamente nada.” Do jeito que a vida pode (e deve!) ser…