Busca Home Bazaar Brasil

Ashlyn Harris e Ali Krieger: conheça a história de amor das jogadoras dos EUA

Elas estão no time que estreia hoje na Copa do Mundo Feminina

by redação bazaar

Por Ana Ribeiro

Elas são gatas. Elas são fortes. Elas são tatuadas. Elas são agenciadas pela Elite NYC. Elas são campeãs. Elas vão se casar. Ashlyn Harris, goleira da seleção feminina americana de futebol, e Ali Krieger, que joga na defesa, ficaram noivas em setembro, depois de um namoro de nove anos. O casamento vai acontecer no fim do ano, na Flórida, onde ambas jogam no time Orlando Pride.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Ali usa vestido Chanel - Foto: Alex Cayley, com styling de Jorge Morales

Ali usa vestido Chanel – Foto: Alex Cayley, com styling de Jorge Morales, edição executiva de Filipa Bleck, maquiagem de Mark Edio e cabelo de Charles McNair

Ashlyn e Ali conversaram com Bazaar sobre o casamento, sobre empoderamento, sobre futebol e… sobre o figurino que vão usar na festa.
“A gente sempre concordou que, quando alguém está disposto a viver sua vida com honestidade, isso dá poder”, diz Ashlyn, sobre a decisão de anunciar recentemente o noivado nas redes sociais e, finalmente, esclarecer a situação para quem ainda tinha alguma dúvida de que as duas eram um casal.

Mas não é só de poder individual que elas estão falando. Ash e Ali, como elas se tratam, vivem em Orlando, onde, em 12 de junho de 2016, no clube gay Pulse, aconteceu o tiroteio mais mortal da história dos Estados Unidos, com 49 mortos e 58 feridos. “Depois da tragédia nacional que foi o ataque à Pulse, se tornou ainda mais importante nos assumir, nos aliar à nossa comunidade e mostrar para os jovens que o ódio e o medo não vão vencer.”

Ashlyn Harris (Elite NYC) usa calça Bottega Veneta - Foto: Alex Cayley, com styling de Jorge Morales

Ashlyn Harris (Elite NYC) usa calça Bottega Veneta – Foto: Alex Cayley, com styling de Jorge Morales, edição executiva de Filipa Bleck, maquiagem de Mark Edio e cabelo de Charles McNair

O casamento, dizem elas, não será uma festona. “Queremos uma festa íntima.” Já sabemos que, na lista de convidados, estarão as outras jogadoras do time, que elas consideram “família”. Ao menos uma delas nós conhecemos bem: a nossa Marta, que atua no ataque da equipe americana desde 2017. “Nossas colegas sempre estiveram do nosso lado. Depois que decidimos tornar público o nosso noivado, notamos um imenso apoio dos fãs e do público em geral. Percebemos as pessoas muito mais dispostas a nos apoiar do que a nos desaprovar. Isso mostra como nossa sociedade como um todo segue evoluindo.”

Comentei com elas que, no Brasil, o futebol feminino ainda não conseguiu o mesmo respeito e espaço do masculino – que Marta é o único nome que se destaca. “Meu pai jogava futebol e meu irmão também, então começar a jogar foi natural para mim”, conta Ali. “Me apaixonei pelo esporte muito cedo e ainda amo muito o futebol.”

Ali Krieger (Elite NYC) usa tricô e hot pants Christian Dior e botas Louis Vuitton - Foto: Alex Cayley, com styling de Jorge Morales

Ali Krieger (Elite NYC) usa tricô e hot pants Christian Dior e botas Louis Vuitton – Foto: Alex Cayley, com styling de Jorge Morales, edição executiva de Filipa Bleck, maquiagem de Mark Edio e cabelo de Charles McNair

O caso de Ashlyn foi mais ou menos parecido. “Descobri minha paixão por futebol ainda menina, com meu irmão mais velho, e aí percebi que tenho talento para o jogo.”

Nesta terça-feira (11.06), às 16h, acontece na França a estreia do time norte-americano na Copa do Mundo de Futebol Feminino. Atual e maior campeã, com três títulos, a seleção americana é a principal favorita. Quem sabe não será a hora de Ashlyn defender no gol os chutes precisos da camisa 10 Marta? “Vamos treinar muito para estar preparadas. Eu arriscaria dizer que, pela natureza do jogo, nós, as atletas mulheres, treinamos tanto ou até mais do que os homens.”

Ashlyn veste blazer Balenciaga e calça Gucci - Foto: Alex Cayley, com styling de Jorge Morales

Ashlyn veste blazer Balenciaga e calça Gucci – Foto: Alex Cayley, com styling de Jorge Morales, edição executiva de Filipa Bleck, maquiagem de Mark Edio e cabelo de Charles McNair

Para relaxar, Ash e Ali gostam de sair para jantar com amigos, passar um dia na praia ou ver um filme. “Um dia perfeito para nós é aquela rara ocasião em que não temos nenhum compromisso e podemos simplesmente deixar o dia nos levar”, diz Ali.

Elas têm planos de ter filhos, mas, por enquanto, os cuidados delas são exclusivos da cadela da raça mastiff, aquela gigante, chamada Logan. “Ela é nosso bebê.” Sem dar muitos detalhes, me contaram que têm tatuagens iguais, mas não exclusivas do casal. “O time feminino dos Estados Unidos decidiu fazer tattoos gêmeas alguns anos atrás. Por enquanto é isso”, diz Ashlyn.

Ali usa tricô Christian Dior - Foto: Alex Cayley, com styling de Jorge Morales, edição executiva de Filipa Bleck, maquiagem de Mark Edio e cabelo de Charles McNair

Ali usa tricô Christian Dior – Foto: Alex Cayley, com styling de Jorge Morales, edição executiva de Filipa Bleck, maquiagem de Mark Edio e cabelo de Charles McNair

Uma dúvida vai ficar no ar: quem usará vestido e quem ficará com o terno no casamento? Ou serão dois vestidos? Ou dois ternos? Elas despistam: “Vocês vão ter de esperar até o fim do ano para saber os detalhes”.

Leia mais:
Pelos bastidores das líderes de torcida profissionais
Uniformes que amamos da Copa do Mundo Feminina 2019