How Bazaar!

At Work: Luiza Brasil revela os próximos passos do Mequetrefismos

Luiza Brasil usa look total Neriage e brincos aquazzura – Foto: Caiuá Franco

Por Baárbara Martinez

Ela é estilosíssima, requisitadíssima e respeitadíssima naquilo que faz. Tantos superlativos porque Luiza Brasil não é de poucos esforços. A jornalista, comunicadora e influenciadora é também ativista racial – e espalha representatividade por aí, sobretudo no mundo da moda, onde atua fortemente.

Foi para isso que criou a plataforma Mequetrefismos, em atividade desde 2015. O que era um espaço totalmente digital, agora ganha paredes e piso de concreto. Isso porque Luiza anda sentindo cada vez mais sede de vida off-line. Aos 33 anos, para suprir essa vontade, a fluminense nascida em Niterói, pavimenta novas metas com a inauguração do escritório da sua plataforma. Localizado no bairro de Pinheiros, em São Paulo, o local repleto de cores e muito estilo é assinado pela arquiteta Thereza Montenegro, do Estúdio Montenegro.

A ideia veio a partir da pandemia, que fez com que ela, assim como a maioria de nós, misturasse ainda mais sua vida pessoal com o trabalho dentro de casa. O Mequetrefismos acabou se tornando a pessoa pública Luiza Brasil, hoje com mais de 120 mil seguidores no Instagram. “Ter essa divisão nesse momento vai ser um marco, até mesmo para que as pessoas entendam cada vez mais o Mequetrefismos como uma plataforma, um laboratório de comunicação, uma empresa; e a Luiza, como uma fundadora, uma diretora criativa, alguém que cuida da plataforma. É trazer esse caminho para as duas personas”, contou à Bazaar.

Sonho realizado, sua plataforma, que possui pautas que abordam o protagonismo racial, foco em moda, bem-estar e empreendedorismo feminino, já avança em novos projetos e realizações. “Além do site, temos o podcast. Tem aí ambições que vão desde livro e produções de conteúdo autorais a documentário e reportagens especiais. Então, para isso, decidi criar o laboratório de produção de imagens, de conteúdo e fazer isso não só para mim, mas para marcas e empresas envolvidas também”, disse.

A ideia é que o espaço, que irá acolher cerca de dez pessoas do seu time, não seja nada convencional. Afinal de contas, isso não era de se esperar da comunicadora. A proposta é que o escritório vire, mais para frente, um ponto de encontro de profissionais, seguidores e pessoas da audiência que se interessam em entender mais sobre o universo da comunicação e queiram fazer cursos e mentorias. Há ainda uma biblioteca com autores de moda e outros que falam sobre racionalidade. “Será um lugar de convivência para inspirar cada vez mais essa produção de conteúdo autoral disruptivo em que tanto acredito”, declarou a empresária.

Como jornalista, Luiza conhece mais do que ninguém os pilares para uma informação consistente, de qualidade, o que não costuma ser regra entre grande parte das produções de conteúdo na internet. “Em alguns momentos, as pessoas confundem um pouco as coisas. Me considero hoje em dia influenciadora dentro do que eu faço nessa ferramenta da influência, mas sou jornalista. É preciso estabelecer essa diferença”, afirmou.

Bebendo de outras fontes de informações para não se perder nas telas, esse comportamento já reflete e refletirá ainda mais em seu conteúdo. Luiza prefere trabalhar com informações atemporais, mais educativas e explicativas. “É um jeito de eu me conectar com o público, não pela dancinha ou fazendo uma dublagem, isso não é do meu perfil de conteúdo”, disse.

A influencer entende e destaca a importância da internet em sua vida – não só na dela, mas na de várias pessoas. Hoje, ela lembra, quem pode se dar ao luxo de estar totalmente off-line é extremamente privilegiado. “Grande parte da nossa população precisa do digital para se promover, divulgar o seu trabalho, vender coisas. Não necessariamente só postar o dia a dia ou um prato bonito de comida, mas para promover o que se faz.”

Nem mesmo a exigência de estar sempre ativa digitalmente para não perder engajamento aflige Luiza, que tem um público extremamente fiel. Dividindo-se, agora, entre os modos on e off-line, ela conseguiu, enfim, fazer da internet um local mais saudável e agregador – para ela própria e para os que acompanham seu trabalho. O melhor dos mundos, enfim.

Share
Published by
redação bazaar