Baby boom: da esq. pra dir. Luciana Tranchesi, Maria Rudge e Sophia Alckmin - Fotos: Reprodução
Baby boom: da esq. pra dir. Luciana Tranchesi, Maria Rudge e Sophia Alckmin – Fotos: Reprodução

por Anna Del Mar

Em 2014, Luciana Tranchesi, Sophia Alckmin e Maria Rudge serão mães. E Bazaar foi saber das mamães to be como está a expectativa e os preparativos de cada uma.

Sophia e Lu são “marinheiras de primeira viagem” e, pelo visto, com temperamentos bem diferentes. Sophia está bem tranquila, “curtindo cada fase da gravidez”, enquanto para Lu “cada semana que passa (a expectativa) fica maior, junto com a barriga”, brinca. “Primeiro queremos apenas ouvir o coraçãozinho, depois queremos ver o pezinho, depois queremos ver o rosto, mão, corpinho… O tempo vai passando e a vontade mesmo era que ele já tivesse nascido e eu já pudesse esmaga-lo bastante”, declara.

Maria já tem experiência – Otávio, seu primeiro filho, nasceu em maio de 2012: “Desta vez estou menos ansiosa, por já conhecer esse universo de ser mãe. Mas estou muito na expectativa de conhecer o rostinho e de ver os dois irmãos brincando juntos. Acredito que serão grandes amigos”, resume.

É menina ou menino? Qual e o nome do baby e quem serão os padrinhos?

Luciana Tranchesi: “Antonio. Sempre quisemos ter um menino chamado Antonio. Se fosse menina também já sabíamos o nome. O papo de ‘qual nome vamos dar’ era recorrente. Temos nomes para nossos próximos três filhos! (risos). Padrinhos eu quero esperar um pouco para decidir, acho que só depois que ele nascer.”

Maria Rudge: “Já sei sim, será Miguel! Os padrinhos desta vez serão do lado da família do meu marido, uma vez que os do Otávio (primeiro filho) foram do meu lado da família. Vamos sempre alternar isso. Agora será a minha cunhada Patricia Neuding e o marido dela, o André.”

Sophia Alckmin: “Estou esperando uma menina, mas ainda não decidi o nome nem quem serão os padrinhos.”

Work out! Com orientação de profissionais, as futuras mamães se exercitam para manter a forma - Fotos: Divulgação
Work out! Com orientação de profissionais, as futuras mamães se exercitam para manter a forma – Fotos: Divulgação

O que mudou em seu cardápio e na rotina de exercícios?

Luciana Tranchesi: “Os exercícios estão mais ‘lights’, sem subir muito a minha frequência cardíaca. Mas isso é só até eu completar o quarto mês, depois vamos aumentando os treinos. Porém, nada perto do que eu fazia. Impressionante como o corpo e o fôlego mudam. Quanto à alimentação, eu estou mais permissiva: como o que tenho vontade, sem exageros. E muitas vezes o que eu tenho vontade é salada, frutas, coisas saudáveis mesmo.”

Maria Rudge: “O cardápio não mudou muito, ainda mais com os enjoos, tenho comido só o que me cai bem. Voltei a fazer aulas com o meu personal trainer, o que é ótimo, e agora estamos controlando os batimentos cardíacos.”

Sophia Alckmin: “Eu sempre me alimentei bem e agora com a gravidez meu paladar mudou um pouco, tenho vontade comer arroz com feijão, farofa e frango em todas as refeições. Tenho comido ainda mais frutas, especialmente melancia e melão, e tentado matar a vontade de doces com picolés de frutas. Minha médica me proibiu exercícios até completar três meses (12 semanas), ela também cortou meus treinos de corrida e bicicleta, mas me liberou para musculação, natação e yoga, tudo com moderação. Os exercícios já faziam parte da minha rotina há algum tempo, então não faço nada além do que já estava acostumada.”

Segredinhos para evitar enjoos e as indesejáveis estrias

Luciana Tranchesi: “Para enjoos picolé de limão, limonada…coisas azedas. Porém isso ajuda por pouco tempo, no final sempre acabava passando mal. Foi assim durante um mês inteiro, agora está melhor. Quanto aos cremes eu indico o Mustela. Quando estive em Miami comprei um que dizem ser muito bom também que chama Tummy Butter da Palmer’s. Além disso também passo óleo Johnson’s no banho todo dia para hidratar.”

Maria Rudge: “Muita água gelada com rodelas de limão e picolé de limão para passar os enjoos. Às vezes um remedinho para enjoo se faz necessário, mas só os liberados pelo ginecologista. Para estrias uso o Óleo Tonic da Clarins. É incrível!”

Sophia Alckmin: “Tive muito enjoo no começo, e não era só pela manhã, como costumam falar. Me sentia mal o dia todo e nada que eu tentei funcionou. Quando completei os primeiros 3 meses ele sumiu como um passe de mágica. Agora estou ótima e super bem disposta. Para evitar as estrias tenho usado o creme da Mustela e muito protetor solar no corpo todo.”

Bala para enjoos, alimentação saudável, cremes e outros segredinhos das blogueiras - Fotos: Reprodução
Bala para enjoos, alimentação saudável, cremes e outros segredinhos das blogueiras – Fotos: Reprodução

Já diminuiu a carga de eventos?

Luciana Tranchesi: “Ainda não diminui e não acredito que vá fazer isso! Estou numa fase de muito trabalho e muita coisa boa acontecendo e enquanto eu estiver me sentindo bem vou continuar a trabalhar.”

Maria Rudge: ”Já diminui um pouco desde que fiquei grávida do Otávio. Agora mais ainda por conta dos enjoos que realmente me atrapalham um pouquinho nesse início.”

Sophia Alckmin: “Eu diminui a carga de eventos sim. Costumava viajar quase toda semana a trabalho e decidi viajar o mínimo possível este ano, inclusive não irei cobrir nenhuma semana de moda internacional. Estou curtindo muito este momento e quero aproveitar ao máximo.”

Ajustes no "look do dia" como sandálias mais baixas, blusas larguinhas e bolsas menos pesadas são necessários para quem está gestante - Fotos: Reprodução
Ajustes no “look do dia” como sandálias mais baixas, blusas larguinhas e bolsas menos pesadas são necessários para quem está grávida – Fotos: Reprodução

Quais os ajustes teve que fazer aos “looks do dia”?

Luciana Tranchesi: “Ainda não mudei muito. Às vezes opto por saltos mais confortáveis, pois meu pés já incham com mais facilidade. Fora isso, continuo usando as mesmas roupas, e parecendo que comi demais com uma barriga saliente! (risos).”

Maria Rudge: “Para essa gravidez, por enquanto nada. Mais para frente pretendo usar vestidinhos mais soltos, ou até mesmo longos, sapatilhas ao invés de salto alto e diminuir o tamanho e peso das bolsas. Conforto e segurança são palavras-chave!”

Sophia Alckmin: “Já tive de fazer alguns ajustes nas roupas, a maioria ainda me serve, mas acredito que não por muito tempo. Com o calor que tem feito tenho optado por shorts com camisas ou camisetas e rasteiras para o dia a dia. Quando tenho uma reunião ou evento formal mudo para um salto alto – estou aproveitando enquanto ainda aguento!”

O que não pode faltar em seu enxoval de bebê?

Luciana Tranchesi: “Tudo que ele precisa, ou seja: muita coisa! Acho que toda mãe precisa se preparar e usar esses nove meses para ter tudo organizado e comprado. Quando o bebê chegar temos de curtir, ter tempo, e se dedicar. O que realmente não pode faltar no meu enxoval, que fiz agora em Miami, foi o acompanhamento da Mommys Concierge, uma consultoria que ajuda com a lista de compras. Fiz um post no blog falando disso, ela salvou minha vida e minha viagem (risos).”

Maria Rudge: “Desta vez, irei apenas reformar os enxovais de maternidade, colocando as inicias do Miguel e comprar mais bodies e meias novas. De resto, o enxoval que fiz para o Otávio está impecável e o Miguel usará tudo: de roupas, a carrinho, berço etc…”

Sophia Alckmin: “Agora você me pegou. Ainda não comprei nada, estou montando a lista. Mas diria que o mais importante é ter o pé no chão. Tenho comparado várias listas e acho que as pessoas se empolgam e compram coisas demais. Só preciso começar logo com os preparativos, ainda não decidi nada.”