Foto: Jacques Burga, com styling de Nick Alvoeiro, cabelo de Italo Gregorio, manicure de Kayo Higuchi, locação Baby Brasa by Franco Noriega e agradecimento Milan Kelez
Foto: Jacques Burga, com styling de Nick Alvoeiro, cabelo de Italo Gregorio, manicure de Kayo Higuchi, locação Baby Brasa by Franco Noriega e agradecimento Milan Kelez

Cantora, compositora, modelo e atriz – talvez mais conhecida como socialite e sensação no Instagram, onde seu estilo de vida luxuoso está em exibição para mais de 350 mil seguidores – esta é Caroline Vreeland. Bisneta de Diana Vreeland, a icônica editora-chefe da Harper’s Bazaar norte-americana, ela recentemente estreou um papel da série “Star”, da Fox, em que ela também mostra seu talento musical.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Foto: Jacques Burga, com styling de Nick Alvoeiro, cabelo de Italo Gregorio, manicure de Kayo Higuchi, locação Baby Brasa by Franco Noriega e agradecimento Milan Kelez
Foto: Jacques Burga, com styling de Nick Alvoeiro, cabelo de Italo Gregorio, manicure de Kayo Higuchi, locação Baby Brasa by Franco Noriega e agradecimento Milan Kelez

Prestes a lançar um novo álbum, ela concedeu entrevista exclusiva a Harper’s Bazaar Brasil – com direito a editorial de moda. Leia a seguir e veja os cliques ao longo desta página:

Você pode nos contar sobre as inspirações do novo álbum?
Ultimamente tenho lutado muito com a dicotomia entre o que você deve fazer e o que você quer fazer. E em que medida nossos instintos animais nos fazem humanos ou civilizados. Por que a sociedade diz que sufocar nossos desejos animais nos torna mais civilizados? Não está impedindo quem nós naturalmente somos, por si só, não civilizados?

Como isso é diferente das suas músicas anteriores?
Este álbum remonta às minhas raízes. Este álbum é blues. Tudo feito antes era uma fase.

Foto: Jacques Burga, com styling de Nick Alvoeiro, cabelo de Italo Gregorio, manicure de Kayo Higuchi, locação Baby Brasa by Franco Noriega e agradecimento Milan Kelez
Foto: Jacques Burga, com styling de Nick Alvoeiro, cabelo de Italo Gregorio, manicure de Kayo Higuchi, locação Baby Brasa by Franco Noriega e agradecimento Milan Kelez

Quem é sua maior inspiração na música?
Fiona Apple por seu tom e franqueza. Al Greed por suas emoções. Nina Simone por sua ousadia e bravura.

E como você descreveria seu estilo musical?
Magia condenada.

Foto: Jacques Burga, com styling de Nick Alvoeiro, cabelo de Italo Gregorio, manicure de Kayo Higuchi, locação Baby Brasa by Franco Noriega e agradecimento Milan Kelez
Foto: Jacques Burga, com styling de Nick Alvoeiro, cabelo de Italo Gregorio, manicure de Kayo Higuchi, locação Baby Brasa by Franco Noriega e agradecimento Milan Kelez

Você faz parte da realeza da moda! Você acha que sua conexão com a moda afeta seu trabalho na música? Como?
A moda está sempre seguindo a música. Eu adoro experimentar roupas como parte de minhas apresentações musicais. Em ambos casos, sou um novo personagem, uma criatura que pode dobrar o espaço e o tempo.

A moda é uma grande parte da sua vida?
No começo eu só ligava para música. Uma vez que decidi abraçar meu legado, aprendi rapidamente que a moda está profundamente enraizada no meu sangue e agora realmente valorizo mais a arte dos designers.

Foto: Jacques Burga, com styling de Nick Alvoeiro, cabelo de Italo Gregorio, manicure de Kayo Higuchi, locação Baby Brasa by Franco Noriega e agradecimento Milan Kelez
Foto: Jacques Burga, com styling de Nick Alvoeiro, cabelo de Italo Gregorio, manicure de Kayo Higuchi, locação Baby Brasa by Franco Noriega e agradecimento Milan Kelez

Como você descreveria seu estilo na moda?
Sensual e clássico. Eu valorizo a capacidade de explorar muitos personagens no que eu uso. Isso, para mim, é a beleza da moda.

E você também é famoso no Instagram – você acha que a mídia social é uma parte importante da carreira musical hoje? Como está o seu relacionamento com esse tipo de mídia?
A mídia social é muito invasiva e a princípio eu achava repugnante, para ser honesto. Agora eu sei que é uma ferramenta valiosa para me conectar com as pessoas que ouvem minha música e seguem minha jornada. E essa conexão é extremamente valiosa para mim.

Leia mais:
“O Diabo Veste Prada” é uma odisseia fashion
“Fresh Dressed” é um passeio pela origem do street style
Fashion filme da semana é “Diana Vreeland: The Eye Has To Travel”