A modelo Ashley Graham criou uma marca de beachwear que veste todos os tipos de corpos - Foto: Reprodução/Instagram/@ashleygraham
A modelo Ashley Graham criou uma marca de beachwear que veste todos os tipos de corpos – Foto: Reprodução/Instagram/@ashleygraham

As mídias sempre estiveram dominadas por um padrão, que normalmente envolvia uma beleza eurocêntrica de corpos magros. Hoje em dia, por meio dos smartphones, somos bombardeados ainda mais com informações, e a ideia de que existe um corpo padrão que deve ser alcançado pode ficar ainda mais forte.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

A busca por uma meta quase inalcançável do que é considerado o ideal faz com que muitas pessoas desenvolvam transtornos de ansiedade ou de alimentação, causando grandes prejuízos para a própria saúde.

No entanto, se por um lado as mídias ampliaram o seu alcance, um movimento contrário à padronização de corpos e estilos também vem conquistando seu espaço.

O body positive é uma ideia que prega a valorização das características naturais para os corpos femininos e masculinos. A aceitação dessas características tem mudado a maneira com que jovens, adultos e idosos se relacionam com os próprios corpos, deixando de buscar apenas uma aparência considerada saudável, e sim hábitos que são realmente mais saudáveis.

Mudança no mundo
Além de mudar a maneira como as pessoas se sentem consigo mesmas, o body positive tem causado grandes mudanças no mercado.

Afinal, as roupas femininas e masculinas têm abraçado esse conceito e as marcas que estão ligadas em tendências já incorporaram o body positive como um valor em sua produção. Da confecção às passarelas, para então chegar às ruas, os diferentes tamanhos e modelos de corpos são mais valorizados.

O conceito também anda de mãos dadas com outro valor que tem marcado presença cada vez mais forte no mercado: a diversidade. A partir da representação e do reconhecimento de outros modelos, muda-se também a maneira de consumir. Se antes as modas de massa seguiam apenas tendências ditadas pelas semanas de moda ao redor do mundo, hoje em dia é muito mais simples para o consumidor encontrar o seu estilo nas vitrines.

As lojas online também têm democratizado o vestir-se bem. Cada marca pode encontrar um espaço para chegar até o seu consumidor final, ou até mesmo o consumidor pode encontrar em marketplaces – lojas online que reúnem diversas marcas – o que ele busca, e então adquirir algo que tenha mais a ver com seu próprio estilo.

Evitando frustrações
Esse movimento é importante para que as pessoas se sintam mais à vontade para abraçar suas limitações e reconheçam suas potencialidades. Afinal, o problema não está em caber ou não em uma determinada peça, mas como você irá se sentir ao experimentar uma peça que você sente que contempla suas principais características.

Leia mais
Corpo em evidência: diferentes tipos de beleza conquistam a moda
Cinco tendências de wellness para adotar já