Foto: Instagram
Foto: Instagram

Quem nunca se deparou com essa cena? Você chega ao mercado para fazer compras, e quando chega à prateleira dos ovos… Mil e uma opções: brancos, orgânicos, vermelhos, caipiras, gourmet etc. Os ovos são importantes fontes de proteína para o organismo e contém muitos benefícios para a saúde.

Muitas pessoas torcem o nariz para esse alimento, com medo que ele aumente o colesterol. Porém é indispensável seu consumo, graças às vitaminas e antioxidantes que ele contém. “A nova aposta são as linhas de ovos funcionais. Com diversas finalidades nutricionais, os novos ovos são enriquecidos a partir da mais alta tecnologia e pesquisas, com benefícios para todas as idades’, conta Sandra Wages, nutricionista da Granja Mantiqueira. Conheça os diferentes tipos de ovos que mais confundem a cabeça do consumidor:

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Ovos brancos e vermelhos – A cor da casca do ovo tem relação apenas com a genética da raça da galinha que o botou. Basicamente, galinhas de penas brancas botam ovos brancos e galinhas de penas vermelhas botam ovos vermelhos (marrons, na verdade). Até aqui não há nenhuma diferença entre os valores nutricionais dos ovos.

Ovos caipiras – são oriundos de galinhas criadas fora de gaiolas, ciscando livremente. Elas põem os ovos em ninhos cobertos, bem mais saudável do que naquelas gaiolas apertadas, né? A alimentação nessas criações é toda de origem vegetal e sem pigmentação (que é usada na ração para dar uma cor mais amarelona à gema, artificialmente). Os animais não podem tomar remédios que estimulem o crescimento e nem antibióticos.

Orgânicos – são produzidos por galinhas que recebem uma alimentação 100% orgânica, ou seja, sem agrotóxicos e fertilizantes químicos. Com essas restrições, o ovo orgânico não vem com qualquer resíduo químico.