Candice no backstage da Forum - Foto: Paulo Reis/Harper's Bazaar
Candice no backstage da Forum – Foto: Paulo Reis/Harper’s Bazaar

Por Matheus Evangelista, do SiteRG

Pode acreditar, mas Candice Swanepoel, a sul-africana mais brasileira de todas, quase não virou o que é hoje. Usada no começo da carreira como modelo de prova da gigante Victoria’s Secret, a moça não se imaginava no palco com as Angels. Afinal, seu papel já estava sendo cumprido – lá no backstage. Mas aí tudo mudou. “Eles disseram algo como ‘porque não a usamos no desfile? O corpo dela é perfeito! ‘, e me fizeram o convite. Aceitei”. Foi assim que começou nossa conversa de poucos minutos no backstage da Forum – onde desfilou com exclusividade nesta quarta-feira (30.10), na temporada de inverno 2014 do SPFW.

Namorando um brasileiro há oito anos, Candice fala um bom português e acaba de comprar uma casa no país. O lugar específico ela não revela, mas é no Espírito Santo. “Fica entre o mar e a cidade, não é nem uma coisa, nem outra. Precisava de um local para me fixar por aqui. Chega de hotel”, disse, abrindo um largo sorriso.

“Não tenho planos para TV, nem cinema. Nunca recebi nenhum convite”, afirma, quando perguntamos sobre a possibilidade de uma mudança na carreira. “Eu gosto do meu trabalho e sou muito tímida para aparecer na TV, fazer teatro, essas coisas. Talvez no futuro, mas não sei não…”, diz com convicção.

Para encerrar, o que seria o pior e o melhor da profissão? “O pior é ficar longe da família, das pessoas que gosto, e ter que mudar o cabelo toda hora”, diz, rindo. E as coisas boas, Candice? “Ter liberdade, conhecer pessoas e lugares diferentes e aproveitar que ainda somos jovens para juntar dinheiro.”