Suda e Camille Hautefort no Laos - Foto: divulgação
Suda e Camille Hautefort no Laos – Foto: divulgação

Por Jeff Ares

Há oito anos, a designer Elizabeth Suda deixou o namorado em NY e foi se aventurar pelo Laos, para trabalhar com tecelões locais. Ali, encontrou o país mais bombardeado per capita da história,vítima da guerra do vizinho Vietnã – cerca de 80 milhões de bombas seguem ativas no solo, e um sem-fim de destroços convivem com campos de arroz. Lançando mão de artesãos locais, Elizabeth teve a ideia de criar acessórios e joias a partir dos restos de metais bélicos. Nascia a PeaceBomb, primeira linha da marca social Article22, parceria da designer com a empreendedora social Camille Hautefort. “Transformamos horror em beleza”, diz Camille,“fazendo objetos que traduzem nosso ideal de mundo”. Além de gerar renda local, a marca doa fundos para a remoção de explosivos. Pulseiras,colares,braceletes e anéis com o mantra Love is the bomb são vendidos em trendy shops pelo planeta, nas pop up da Article22, em NY e Tóquio, e online – elas entregam no Brasil. E estão de olho na gente:“Faremos uma coleção baseada em uma história do seu País”, adianta Camille, prometendo revelar essa bomba para a coluna, em breve…

Colar US$ 75 (cerca de R$ 256) e pulseiras de US$ 55 a US$ 235, cada (R$ 187 a R$ 802)Fotos: divulgação
Colar US$ 75 (cerca de R$ 256) e pulseiras de US$ 55 a US$ 235, cada (R$ 187 a R$ 802)Fotos: divulgação