“Diversidade é o tema de agora”, diz Maria Paula Fonseca, da Natura

A missão da executiva é entender o que está acontecendo no mundo e traduzir isso em conceitos e produtos

by Anna Paula Buchalla
Foto: André Giorgi

Foto: André Giorgi

Ela é bioquímica de formação. Sempre amou plantas, homeopatia e biologia – e foi com foco nessa paixão que, há 24 anos, entrou na Natura, pela porta que leva aos corredores de pesquisa e desenvolvimento. Mas foi o comportamento humano e sua relação com os produtos, e o jeito de pensar a criação, o que mais fascinaram Maria Paula Fonseca, hoje diretora global da empresa.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

“Fui estudar mais sobre esse universo, os conceitos por trás das relações entre homem e natureza, o jeito de pensar produtos e marcas”, conta. “Tudo parte do que se quer falar e do que acontece no mundo”, explica a executiva. E o tema vai sendo atualizado de acordo com as tensões da sociedade, como diz Maria Paula. E qual o tema de agora? “Diversidade, eu diria. Hoje em dia não temos mais como ficar no meio do caminho. É preciso se posicionar. Não tem a ver com questões partidárias, mas com valores. A diversidade faz o todo mais rico.”

Para fazer valer tal postura de forma coerente, a Natura fala para fora, mas também para dentro de casa. No dia da entrevista acontecia na sede da empresa um evento musical para funcionários com o bloco afro Ilú Obá de Min, um coletivo de arte e cultura negra com dança e tambores e participação exclusiva de mulheres. Palestras diárias acompanhavam a programação de momento. Todas essas ações estão sob o guarda-chuva da executiva.

“Meu trabalho é definir nossas principais causas e ver o que é mais importante falar para o mundo. No ano passado, foram definidas as três principais: Amazônia, mais beleza e menos lixo e questões sociais, como o empoderamento feminino. Hoje 1,7 milhão de revendedoras se sustentam pelo modelo de negócios da Natura, que tem como meta ter 50% de mulheres em cargos de liderança até o ano que vem. Atualmente, esse índice está em 38%. Sinto que temos uma rede de apoio entre nós, mulheres, internamente”, conta Maria Paula que criou os dois filhos, Luca, de 12 anos, e Otto, de 8, com esse suporte para equalizar casa e trabalho. “Aceitamos que somos mais vulneráveis e está tudo bem; a mulher não tem como deixar os problemas do lado de fora. O afeto está nos detalhes”, diz.

Desde que eles eram bebês, ela sempre conseguiu equilibrar bem esses dois mundos – ela trabalha pelo menos dez horas por dia, mas não abre mão da terapia e das aulas de dança contemporânea semanais. Fã de Cris Barros, Osklen, Studio Pade D e Paula Ferber, Maria Paula costuma circular em modelos confortáveis, como macacões e saias, pelos corredores da Natura. “Estou numa fase apaixonada por tênis“, conta ela que tem Nike, Adidas e Vert entre seus preferidos.

É com esse mesmo espírito descontraído, jovem e moderno, e a vontade de ir onde o novo está, que a Natura firma sua primeira parceria com o maior evento de entretenimento do mundo, o Rock in Rio. O espaço Nave – Nosso Futuro é Agora, no velódromo, pretende provocar um novo olhar para o mundo, conectar as pessoas e promover a transformação, usando música, arte e tecnologia.

Leia mais:
Jean Patou: grife muda de nome e se renova
Pathy Dejesus fala sobre a gravidez aos 41 anos
Brenda Larigaudie: conheça a trajetória da modelo da capa da Bazaar