Drew Barrymore - Foto: Jean Paul Goude
Drew Barrymore – Foto: Jean Paul Goude

This girl is on fire! Literalmente, Drew Barrymore pega fogo na capa de março da Bazaar US. Em entrevista à jornalista Laura Brown, a atriz conta que está vivendo uma de suas melhores fases da vida.

Aos 41 anos, a atriz, mãe de duas meninas – Olive, 3, e Frankie, 2 –,  é casada com o consultor de arte Will Kopelman e vive entre Los Angeles e Manhattan Upper East Side. Drew atualmente divide seu tempo entre criar as crianças e dirigir seus mais novos negócios, as empresas Flower Beauty e Barrymore Wines. O primeiro, originalmente uma produtora de cinema, tornou-se um império no ramo das maquiagens e óculos de sol, e o segundo dedica-se à venda de vinhos

Drew Barrymore - Foto: Jean Paul Goude
Drew Barrymore – Foto: Jean Paul Goude

“Estou escrevendo, desenvolvendo maquiagens, pensando no design de produtos. Estou expandindo a Flower em diferentes categorias.” diz ela. “Creio que é um grande erro pensar que  temos que ser brilhantes o tempo todo. Você não consegue sustentar isso durante a vida, é exaustivo e nem um pouco realista.”

Sobre as fotos, Drew brinca que são hot,  e completa:  “O termo “hot” é um estado de espírito. É energia. Você é hot quando está motivado. As pessoas ligam a palavra com sensualidade, ou um corpo bonito. É muito mais que isso.”

Drew Barrymore - Foto: Jean Paul Goude
Drew Barrymore – Foto: Jean Paul Goude

A atriz descreveu sua rotina: “Bom, eu tenho dois tipos de dia. Um é quando fico com meus filhos. Nele, levanto cedo, faço café da manhã, atividades com as crianças, cochilos no meio da tarde, banho e cama. O mesmo que todos os pais”, diz. “No outro dia,  fico no escritório ou viajo a trabalho.”

Leia mais: Kate Middleton dará sua primeira entrevista como integrante da família real

A atriz, que passou por suas diferentes fases da vida nas telas do cinema, fala: “Cada coisa foi difetente. E.T.- O Extraterrestre foi realmente excitante para mim; quando estava gravando Afinado no Amor e começando a produtora Flower Films,  acumulei também os projetos de Nunca Fui Beijada e As Panteras, tudo no mesmo ano. Esta foi a época em que realmente atingi meu limite e não liguei para minha saúde —  não dormia, não tive relacionamentos ou crianças, que hoje são minha prioridade.”