Foto: Luis Carlos Nabuco

Por Fernanda Fehring 

Ótima notícia para quem adora o Rio de Janeiro! Abriu recentemente, no Posto 8, o de Lamare Gastrobar, o primeiro restaurante de praia em Ipanema. E chegou já conquistando uma legião de fãs, ávidos por novidades na cena gastronômica da cidade.  

Foto: Arquivo pessoal

A casa é comandada por três apaixonados pelo Rio: David Zylberstajn, Luis Carlos Nabuco e Pedro de Lamare. O trio de amigos da vida toda aposta na retomada do setor e traz bastante experiência na bagagem. Pedro é filho de Fernando de Lamare, fundador do Gula Gula, e acumula anos de know-how à frente da cadeia de restaurantes mais querida da cidade. David trabalhou anos na área de energia e também atuou como sócio do Rubaiyat Rio, e Nabuco traz grande expertise adquirida no mercado financeiro.

Foto: Roberto Hirth

A proposta dos sócios foi criar um lugar acolhedor, tendo a gastronomia como forma de aconchego e afeto. Um espaço para todas as tribos, que tem como marca a descontração carioca, mas que oferece um ótimo serviço, boa comida e drinks criativos. 

Localização 

O ponto escolhido foi o espaço previamente ocupado pelo Marea, antigo quiosque do Hotel Fasano. Colado no Posto 8 e a alguns metros do próprio hotel, o de Lamare tem localização privilegiada, com vista direta para a praia e para o Morro Dois Irmãos, um dos cartões postais mais amados do Brasil. 

Foto: Rodrigo Azevedo

Assistir ao pôr do sol dali é um capítulo à parte, um espetáculo belíssimo, que vez por outra vem acompanhado de palmas de banhistas maravilhados. 

Foto: Luis Carlos Nabuco

O menu

O menu é leve, gostoso e muito bem montado. Assinado pela chef consultora Lelena Cesar, e executado pelo chef-executivo Lucas Lemos, traz opções variadas e descomplicadas, e muitos clássicos que amamos. No dia que estive lá, degustamos muitos pratos divinos (foi uma verdadeira “Festa de Babette”! rs), perfeitos para qualquer hora do dia. 

Foto: Fernanda Fehring

 

Foto: Fernanda Fehring

Os destaques entre as entradinhas foram:  o croquete de pernil com aioli de páprica defumada (de comer rezando); o tiradito blanco (lâminas de peixe branco com molho cremoso, pimenta dedo de moça, maçã verde e quinoa crocante); as lulinhas fritas sequinhas e crocantes e o salmão gravilax com fatias de sourdough tostadas, picles e creme de raiz forte.  

Foto: Fernanda Fehring

 

Foto: Fernanda Fehring

Na ala dos sanduíches, o destaque absoluto vai para o club sandwich, com frango crocante, bacon, aioli de limão e salada de minialface e tomate. Uma perfeição! Ideal para um lanchinho pós-praia acompanhado de uma cerveja gelada.  

Foto: Fernanda Fehring

Como pratos para compartilhar, me apaixonei pelos mexilhões ao molho cremoso de vinho branco e ervas, servidos com fatias de pão sourdough, e pelo arroz caldoso de camarões. Ambos deliciosos! Como sobremesa, a melhor pedida é o pão de mel com doce de leite, avelãs, creme de cumaru e sorvete de chocolate.

Foto: Fernanda Fehring

 

Foto: Fernanda Fehring

Os drinks

A carta de drinks também é caprichada. Montada por Filipe Penno e Gabriel Lyra, suas criações têm nomes inspirados nas histórias e nas riquezas do Brasil. Meu preferido foi o Holambra (vodca, maracujá, flor de sabugueiro, suco de cranberry, limão Tahiti, tabasco, espuma de gengibre, flor comestível e óleo essencial siciliano), que homenageia a “Cidade das Flores”. Naipi e Tarobá (rum, fernet, ginger ale, angostura e gomo de laranja Bahia maçaricado) é a lenda que deu nome às cataratas do Iguaçu, e o Praia Vermelha (vodca, grenadine, maracujá, sour mix, orange bitter e papel de arroz) traz o nome de uma das praias da cidade. E para quem prefere degustar um vinho ou espumante, a carta também é ótima. 

Foto: Fernanda Fehring

Os chefes 

A chefe consultora Lelena Cesar trabalhou e estagiou com chefs renomados, como Alex Atala e Emanuel Bassoleil, e nos últimos anos trabalhou na montagem de cardápios e cozinhas de mais de 90 restaurantes em São Paulo, Rio de Janeiro e outras cidades do Brasil. Foi diretora da rede Gula Gula de 2001 a 2005 e participou de produções para o canal GNT. 

Foto: Joca Vidal

O carioca Lucas Lemos trabalhou em casas como o Due Cuocchi, Girarrosto e Mozza Bar, em São Paulo. Em 2016, retornou para o Rio de Janeiro e trabalhou com Pedro Siqueira na abertura do Massa Trattoria. No final de 2017 foi convidado para o Grupo14zero3 para comandar o Luce Cucina e Carbone e em 2019, assumiu o Posì Mozza & Mare. Em junho de 2021 entrou para o time do de Lamare.

Foto: Joca Vidal

Comentários

Fomos convidados para conhecer o de Lamare numa sexta-feira à noite e recebidos com muita gentileza pelo casal David Zylberstajn e Kiki Moretti. Foi uma noite deliciosa, de degustação de vários pratos (escolhidos a dedo por David), ótimos drinks e um papo interessantíssimo. O ambiente do de Lamare é alegre e descontraído, e a brisa do mar dá um gostinho de “estar de férias”, mesmo para quem é carioca da gema.

Durante todo o tempo, sentimos o carinho e a atenção da equipe, e observamos nos detalhes que a casa foi montada com muito cuidado. Desde as cerâmicas utilizadas para os pratos, feitas pela ceramista Denise Stewart, até os charmosos uniformes da equipe e a simpatia da equipe do salão, capitaneada pela ótima Danni Camilo.

O de Lamare é uma casa adorável, um presente para a cidade do Rio de Janeiro e para todos que amam o Rio. Recomendo (fortemente) uma visita para tomar um drink (ou vários), comer uma comida deliciosa e se deleitar com a vista irretocável da cidade mais bonita do planeta. Garanto que não vão se arrepender. 

Palavra de quem tem muitos anos de praia. 

Foto: Arquivo pessoal

de Lamare Gastrobar
Posto 8, Praia de Ipanema, Rio de Janeiro
Horário de funcionamento:  de terça a quinta-feira, das 12h às 22h. Sextas e sábados, das 12h à 0h. Domingos e feriados, das 12h às 22h.
@delamarerio

@fernandafehring é formada em Hotelaria, Gastronomia e Turismo pela Universidade de Surrey, na Inglaterra, e em Cozinha pela École Le Cordon Bleu, de Paris. Foi expatriada por 18 anos, morando em países como Inglaterra, Alemanha, China, França e África do Sul. Mas é no Rio de Janeiro que Fernanda se sente mais feliz. Formada pela McQueens de Londres, Fernanda teve um ateliê de flores durante seis anos no Rio. Trabalha atualmente como curadora de viagens e colunista, e sua grande paixão são as viagens de natureza e de isolamento. País preferido no mundo? África do Sul. Viagem dos sonhos? Alasca.