Florence Welch no Rio de Janeiro/Foto: Reprodução

Por Lucas Landau, do Rio de Janeiro.

Às 21h desta quarta-feira (25,01), a banda inglesa Florence and the Machine entrou no palco do Summer Soul Festival, no Rio de Janeiro.

Com um caftã azul (by Carlos Miele), iluminação direcionada e gestos delicados, a imagem da vocalista Florence Welch poderia ser comparada a de uma santa – e, dessa forma, conquistou de primeira a plateia do HSBC Arena.

A apresentação começou com “Only If for a Night” e a santa Florence se tornou um furacão, levando o público junto. Até mesmo quem estava ali esperando o último show da noite, do pop Bruno Mars, se animou.

Entre corridinhas no palco, movimentos suaves sincronizados com as batidas pesadas das músicas, Florence fez coraçãozinho com a mão, agracedeu e se declarou apaixonada pelo Brasil.

No set list, a banda priorizou o primeiro álbum, Lungs (2009), porém a agitada “Kiss With a Fist” foi deixada de lado. Do novo trabalho, Cerimonials (2011), Florence cantou “Shake it Out”, “What the Water Gave Me”, entre outras.

O público encheu o lugar, mas parecia perdido com um line-up diversificado até demais (indie, pop e soul). Mas isso não foi problema na hora de cantar, em coro, os hits “Dog Days Are Over”, “You’ve Got The Love” e “Cosmic Love”.

O único ponto fraco da apresentação foi a duração: apenas uma hora de show. O cerimonial indie terminou com “No Light, No Light”, deixando a plateia extasiada com o poder vocal da ruiva.

Santa Florence!