Foto: Ashkan Forouzani/Unsplash

Nesta quinta-feira (26.03), o grupo Arezzo&Co anunciou que uniu suas fábricas e fornecedores de tecidos à Secretaria da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul para a produção de 25 mil máscaras de proteção que serão doadas para a região de Vale dos Sinos. Extremamente necessárias para proteção de profissionais da saúde e para portadores do novo coronavírus, as máscaras já estão sendo produzidas.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

A orientação técnica para a produção das máscaras foi feita por responsáveis da Secretaria de Saúde de Campo Bom, enquanto os tecidos foram doados por fornecedores da região. Para o primeiro lote, mais de 12 fábricas cederam seus maquinários para que um grupo de voluntários produzissem o aparato. Além disso, um fornecedor de embalagens assumiu a organização em pacotes de 100 unidades.

As máscaras serão doadas para a região de Vale do Rio dos Sinos, no interior do Rio Grande do Sul. A área é composta pelos municípios de Araricá, Canoas, Campo Bom, Dois Irmãos, Estância Velha, Esteio, Ivoti, Nova Hartz, Nova Santa Rita, Novo Hamburgo, Portão, São Leopoldo, Sapiranga e Sapucaia do Sul.

“Em um cenário de tantos desafios, a união é a grande arma secreta para vencermos. Nosso muito obrigado para todos os voluntários envolvidos. Demos um importante passo, juntos, para combater a pandemia na região de Vale dos Sinos”, diz o comunicado da Arezzo&Co enviado à imprensa.

O grupo é dono de grandes marcas de calçados, como Arezzo, Schutz, Anacapri, Alexandre Birman, Fiever, Alme e a distribuição de Vans no Brasil.