Foto: Divulgação

Com sua campanha #StandWithWomen, a última edição do “Chime Zine” e um comitê consultivo em expansão, o Chime for Change continua seu trabalho para convocar, unir e fortalecer as vozes que defendem a igualdade de gênero.

Com a intensificação de desigualdades e a redução dos recursos econômicos globais durante a pandemia, dar suporte às necessidades específicas de mulheres e meninas se torna cada vez mais importante.

#StandWithWomen

O Chime for Change e a Kering Foundation evidenciam o impacto contínuo da campanha #StandWithWomen no combate ao crescimento da violência e discriminação de gênero durante a pandemia. Lançada em maio de 2020, a #StandWithWomen ofereceu um patrocínio fundamental para parceiras sem fins lucrativos que trabalham com organizações de base na linha de frente para defender e proteger a segurança, saúde e justiça de mulheres de todo o mundo, incluindo mulheres negras, transexuais, indígenas e portadoras de deficiência.

As principais conquistas viabilizadas com o financiamento da #StandWithWomen incluem:

1. Global Fund for Women: recursos mobilizados a fundos feministas e organizações, incluindo o Fondo Semillas no México, o HER Fund em Hong Kong, o Fundo ELAS no Brasil e o Fundo Feminino do Mediterrâneo, para fortalecer redes e alianças entre mulheres, defensores dos direitos humanos e ativistas a fim de abordar o aumento da violência de gênero e a intensificação das desigualdades de gênero na era da Covid-19.

2. Equality Now: recebeu ativistas ilustres de oito países da região do MENA (Argélia, Egito, Iraque, Jordânia, Líbano, Marrocos, Palestina e Tunísia) para uma reunião virtual abordando os atuais desafios enfrentados por mulheres. Além disso, foi oferecido um treinamento em mídias sociais a jovens ativistas de Trípoli sobre narração e defesa da igualdade de gêneros na pandemia.

3. Ms. Foundation for Women: apoiou organizações de base dos Estados Unidos, incluindo Black Youth Project 100, National Asian Pacific American Women’s Forum, California Latinas for Reproductive Justice, El Pueblo, Inc., The Garment Worker Center, Trans Sistas of Color Project e Women With a Vision, no empoderamento e assistência a mulheres negras, que foram impactadas de maneira desproporcional pela violência doméstica, pela dificuldade econômica e por restrições adicionais dos direitos reprodutivos durante a pandemia.

4. Chayn Italia: desenvolve uma série de treinamentos para prestadores de serviços locais, a fim de alcançar mulheres que sofrem violência de gênero, para que elas sejam inscritas em centros de auxílio a mulheres em sete regiões da Itália em 2021.

5. Rosa: lançou um fundo de resposta à COVID-19 que concedeu subsídios a 72 organizações de base femininas do Reino Unido, tais como Girldreamer, Sunbeams, Time to Heal e Angels of Hope, ajudando-as a adaptar seus serviços durante a crise e atender as necessidades crescentes de mulheres e meninas.

Agora, o Chime for Change se juntou à Global Boyhood Initiative da fundação Kering, lançada na última semana em parceria com a Promundo. A iniciativa é um esforço para munir adultos com as ferramentas e os recursos para criar, ensinar e instruir meninos (com idades de 4 a 13 anos) a compartilharem emoções de maneiras saudáveis, aceitarem e se conectarem com outros, se posicionarem e se manifestarem contra a desigualdade e romper estereótipos.

A iniciativa é focada na mudança sistêmica de longo prazo e encoraja meninos a serem as pessoas maravilhosas, complexas, saudáveis, emocionais e não violentas que são e, em última instância, tem o objetivo de prevenir a violência e atingir a igualdade de gênero – de maneira coerente com as coleções de Alessandro Michele para a Gucci, que utilizam uma abordagem de neutralidade de gênero para demonstrar a importância de se contestar a masculinidade tóxica e celebrar a liberdade de autoexpressão.

Chime Zine

Foto: Divulgação

Continuando a amplificar as vozes de ativistas e artistas de todo o mundo que lutam pela igualdade de gênero, a última edição do “Chime Zine” acaba de chega ao mercado, contando histórias e chamando para agir sobre uma variedade de assuntos, incluindo mulheres e meninas portadoras de deficiência, feminismo interseccional, namorando transexuais, refugiados, mutilação genital feminina (MGF) e casamento infantil.

O boletim é distribuído no Gucci Garden em Florença, na Gucci Wooster Bookstore em Nova York e em livrarias selecionadas ao redor do mundo, em inglês e japonês.

A versão digital também já está disponível para download.