Foto: Reprodução/Harper's Bazaar

Por Mariane Morisawa

Jordana Brewster fala português – e até solta um “parecia um saco sem fundo” ao se lembrar das idas à churrascaria Porcão, no Rio. Hoje, não come mais carne vermelha, abrindo exceção apenas para o bacon que entra na farofa, e prefere dar entrevistas em inglês, apesar de manter o português nas conversas com a mãe, a ex-modelo carioca Maria João. “É útil quando não quero que meu marido entenda”, diverte-se na entrevista à Bazaar.

Foi assistindo a novelas com Malu Mader e Vera Fischer, no Rio, que decidiu ser atriz. “Sou muito brasileira no senso de família. Sempre liguei todos os dias para meus pais. Os brasileiros são mais abertos e acho que sou assim”, conta.

Mas ela é só meio brasileira. Seu pai é americano e seu lugar de nascimento foi o Panamá, há 32 anos. Mora nos Estados Unidos desde os 10. Recentemente, instalou-se num apartamento em Dallas, no Texas, para gravar o seriado que tem o mesmo nome da cidade e é uma versão do sucesso dos anos 1970 e 1980. A segunda temporada estreia neste mês, nos Estados Unidos.

Ela interpreta Elena Ramos, dividida entre os primos e rivais Christopher (Jesse Metcalfe) e John Ross (John Henderson), em meio à fortuna vinda do petróleo.

Sua personagem virou executiva das empresas, então, neste segundo ano, a diversão é usar saltos altíssimos, terninhos, vestidos classudos e maquiagem de cores mais intensas. No dia a dia, prefere jeans, vestidinhos e sandálias de dedo. Os óculos, que começou a usar recentemente para dirigir, foram incorporados a Elena. “Amo óculos! Sinto-me nua quando estou sem eles.”

Elogiada pela elegância, só de vez em quando compra enlouquecidamente, especialmente peças mais clássicas. “Mas descobri um site chamado The Outnet [irmão do Net-A-Porter], que tem todos os designers por preços bem menores!”, conta. Os vestidos de Carolina Herrera e Oscar de la Renta e as peças de Vanessa Bruno e Isabel Marant são algumas das favoritas.

Assine a Harper’s Bazaar