Serpente dourada: peças de ouro 18K da coleção Savanna Soul
Serpente dourada: peças de ouro 18K da coleção Savanna Soul

Por Carolina Maggi

A paixão de Juliana Lobão por joias começou ainda criança. Em datas comemorativas, como aniversário e formaturas, a família – principalmente o pai – costumava presenteá- la com joias. “Meus avós maternos tinham o costume de frequentar leilões e feiras de antiguidades para arrematar peças que já tivessem uma história”, conta. Hoje, ela é um dos novos nomes que despontam entre os joalheiros brasileiros, com peças que vão do míni ao máxi, mas sempre com interessante trabalho de formas.

Leia mais: Os acessórios e joias a partir dos restos de metais bélicos da Article22

Para a mais recente coleção, Savanna Soul, foi numa viagem à África do Sul que encontrou sua principal inspiração. “Tentei trazer para o metal os movimentos sinuosos da cobra mamba negra. Esse animal tem algo de especial e acho que faz uma boa relação com o mundo da joalheria”, explica a designer brasiliense, que lançou a marca homônima há um ano. Diferentemente de suas outras coleções, esta ganha tratamento mais polido, com formas limpas, desenhos minimalistas e um modernismo no design. São peças versáteis, para ser usadas tanto em looks de festa quanto em produções para o dia a dia.

“Ainda estou experimentando, quero tentar de tudo, mas pensando em fugir do convencional. Gosto quando um profissional cria um estilo inconfundível, mas, por enquanto, não penso em me limitar a nada”, declara Juliana, sem amarras para criar.

Serpente dourada: peças de ouro 18K da coleção Savanna Soul
Serpente dourada: peças de ouro 18K da coleção Savanna Soul

Negócio feminino

Outro nome fresco no mundo das joias made in Brazil, Victoria Sayeg quer que suas criações sejam ainda mais a cara de suas clientes. Por isso, para a linha Particular, ela resolveu convidar 5 mulheres que desenvolveram, a quatro mãos, peças a partir de uma pedra preciosa. São elas: a diretora de redação de Bazaar, Camila Garcia, que desenhou um piercing com turmalina rosa; a estilista Vanessa Abbud; a relações públicas Renata Meirelles; a blogueira Marcella Tranchesi, e a buyer da NK Store, Helena Barbeiro. “Fazer essa troca com mulheres tão especiais foi importante para criar uma coleção marcante. A escolha dos nomes foi baseada na identificação com a marca, são pessoas modernas e poderosas naturalmente”, conta.