Busca Home Bazaar Brasil

Lais Ribeiro acusa semana de moda de Milão de racismo

A brasileira revela que ainda existe muita discriminação contra modelos negras no evento

by Guilherme Rodrigues
Lais Ribeiro em Cannes - Foto: Instagram/Reprodução

Lais Ribeiro em Cannes – Foto: Instagram/Reprodução

Não há dúvidas de que a indústria da moda melhorou em termos de diversidade e inclusão. No entanto, isso não significa que o trabalho esteja concluído. Em entrevista à “Coveteur“, Lais Ribeiro revelou que muitas modelos negras ainda estão sendo discriminadas e rejeitadas por causa de sua cor.

A modelo brasileira de 27 anos é uma das angels oficiais da Victoria’s Secret e contou que não desfila mais na semana de moda de Milão depois de viver experiências racistas: depois que foi informada duas vezes consecutivas que o evento tinha alcançado sua “cota” de modelos negras, ela parou de fazer o teste para a temporada italiana.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Lais Ribeiro em campanha para a Victoria's Secret - Foto: Divulgação

Lais Ribeiro em campanha para a Victoria’s Secret – Foto: Divulgação

“É claro que a diversidade nas passarelas melhorou nos últimos anos, mas ainda tem um grande caminho a percorrer”, disse a top. “Eu não vou mais a Milão. Eu costumava amar a cidade, mas eu já ouvi ‘nós temos garotas negras o suficiente aqui, você não precisa vir.’ Houve duas vezes que eles me disseram isso”, contou.

Leia mais
Aos 19 anos, estilista com síndrome de down cria própria marca
Thandie Newton usa vestido para levantar debate sobre falta de diversidade em “Star Wars”
Campanha de uma rede de cosméticos traz funcionários como modelos