suíço Alain de Botton, fundador da TSOL - Foto: Reprodução/Harper's Bazaar


Por Carol Almeida

A TSOL, ou melhor, The School of Life, é uma escola em Londres criada em 2008 pelo filósofo e escritor Alain de Botton, que, a partir da filosofia, da história e da cultura pop, nos dá pistas sobre essa complexa disciplina de viver bem. E o Brasil se prepara para receber duas unidades da instituição.

A chegada da TSOL ao País começa com o lançamento recente da série de livros homônima ao nome da escola. Publicados pela Objetiva, os seis títulos (R$ 27 cada) lidam com algumas questões fundamentais (e populares) nas salas de aula londrinas: Como Encontrar o Trabalho de Sua Vida, Como Manter a Mente Sã, Como Mudar o Mundo, Como Pensar Mais Sobre Sexo, Como se Preocupar Menos com Dinheiro e Como Viver na Era Digital. Partindo de um contexto histórico, a série estimula um exercício de autoanálise de questões que costumamos varrer para debaixo de obrigações mais urgentes.

Os livros da TSOL - Foto: Reprodução/Harper's Bazaar

“Tanto nossos livros quanto nossas aulas enquadram e discutem assuntos com um contexto psicológico (pessoal e íntimo) e cultural (coletivo e compartilhado). Tentamos ancorar, em tudo que fazemos, assuntos concretos do nosso cotidiano e a ação prática. Queremos ajudar as pessoas a refinar suas próprias questões e definir o que elas querem explorar, ao invés de oferecer respostas prontas”, define Morgwn Rimel, diretora da escola.

Segundo ela, uma vez que a série de livros The School of Life comece a circular pelo Brasil, a etapa seguinte é lançar duas unidades, uma em São Paulo e outra no Rio. A data ainda não está fechada, mas ela garante que os cursos, que podem durar de um dia a várias semanas, serão abertos em 2013.

Assine a Harper’s Bazaar