Foto: Reprodução

Hebe Camargo, um dos maiores ícones da telecomunicação brasileira, faleceu na madrugada deste sábado (29.09), aos 83 anos, após uma parada cardíaca em sua casa, no Morumbi, em São Paulo. A apresentadora lutava contra um câncer no peritônio, desde janeiro de 2010.

Desde 1950, Hebe já fazia história, sendo convidada a participar da primeira transmissão ao vivo da televisão brasileira – que ela pulou, por estar gripada no dia -, na rede Tupi. Cinco anos depois, estreou o primeiro programa feminino da TV nacional, O Mundo é das Mulheres. Foi nesse mesmo período que tingiu seus cabelos de loiro, o que viria a ser sua marca registrada.

Sempre reluzente e dotada de um dos maiores carismas da televisão, Hebe lançou hits como o selinho da Hebe, a expressão “gracinha” e o seu famoso sofá, por onde passaram celebridades nacionais e internacionais das mais diversas categorias, desde música e arte, até política e ciência.

Seu velório acontecerá no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo, no Morumbi.