Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb

O documentário sobre a vida de Alexander McQueen mostra várias vertentes da moda: o glamour, o trabalho duro e a sombra. Existe aquele pedaço sombrio, por trás de toda genialidade, que assusta e toma conta de muitos profissionais da indústria. A obra começa com um jovem alfaiate ambicioso,  que queria aprender o máximo que podia.

Quando descobriu que poderia utilizar qualquer assunto como inspiração para criar suas coleções, o inglês se mudou para Paris, para estudar moda. Nascia assim um grande ícone fashion, que conseguiu eternizar suas peças graças a sua visão de mundo.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM 

Foto: Reprodução/IMDb
Foto: Reprodução/IMDb

Dirigido por Ian Bonhôte Peter Ettedgui, “McQueen” (2018) conta a trajetória do jovem inglês por sua carreira na moda. Como seu talento era óbvio, Alexander conseguiu padrinhos no mundo fashion, que o levaram ao topo. Lee formou sua equipe com pessoas que pensavam como ele, e criou sua marca homônima.

O ponto alto de sua carreira foi ser nomeado diretor criativo da Givenchy. Um choque para muitos no mundo da moda, o estilista revolucionou a casa francesa.

Foto: Reprodução/IMDb
Isabella Blow e Alexander McQueen – Foto: Reprodução/IMDb

O menino tímido e excêntrico carregava traumas de infância, era soropositivo e viciado em drogas. A depressão levou o gênio ao extremo quando tirou sua própria vida em 2010. Alexander é um ícone inesquecível e seu trabalho é um must para a moda atual.

Leia mais:
“Iris”: o fashion filme da semana é sobre ser incrível em qualquer idade
“Gigolo Americano” revolucionou a alfaiataria dos anos 1980
Dior e Eu”: o fashion film da semana é sobre superação
Fashion film da semana: “Yves Saint Laurent”
“Coco Antes de Chanel”: tudo sobre o fashion film da semana