Fe Cortez usa vestido Valônia Véras, sandálias Schutz e joias de seu acervo pessoal - Foto: Bruno Ryfer
Fe Cortez usa vestido Valônia Véras, sandálias Schutz e joias de seu acervo pessoal – Foto: Bruno Ryfer

Uma sessão do documentário “Trashed: Para Onde Vai o Nosso Lixo” mudou a vida de Fernanda Cortez. “Fiquei chocada, modificada, com raiva da indústria e do governo”, conta ela, que, em 1º de janeiro de 2015, decidiu banir copos descartáveis por um ano e convenceu os amigos a fazerem o mesmo, presenteando-os com o utensílio retrátil de metal.

Nesses 12 meses, Fe economizou 1.618 unidades plásticas e mudou a trajetória profissional. Com passagem por várias marcas de moda, festival de música e agência de conteúdo, a carioca resgatou a vontade de ser ecologista da infância, quando velejava com o tio pelo mar de Angra dos Reis e, aos 10 anos, ficou encantada ao participar das atividades da Eco-92 (Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento), no Rio. “Sempre quis empreender, achava que seria com uma empresa de moda, mas tive uma desilusão, não queria mais”, diz.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Copo "Menos 1 Lixo" - Foto: Divulgação
Copo “Menos 1 Lixo” – Foto: Divulgação

Fe percebeu a grande demanda pelo tal copinho ecológico e a necessidade de desenvolver um modelo com melhor design e 100% brasileiro. Assim, surgiu o Menos 1 Lixo. Também foi estudar sustentabilidade para oferecer conteúdo nacional e com linguagem mais moderna, que tivesse a sua cara, nada ao estilo hippie-eco-chato.

“As pessoas questionavam se eu iria mudar alguma coisa com isso. Mas o entorno vai se transformando diariamente, o exemplo é multiplicador”, defende. É no coworking com o sugestivo nome Templo, na Gávea, que toca a empresa com oito funcionários. Entre seus projetos, é defensora da ONU Meio Ambiente com a campanha Mares Limpos, apresenta programa e webséries sobre sustentabilidade, está à frente do movimento #paredechupar (canudos) e planeja produzir conteúdo voltado para o público infantil.

Copo "Menos 1 Lixo" - Foto: Divulgação
Copo “Menos 1 Lixo” – Foto: Divulgação

O momento atual de Fernanda a fez repensar também o guarda-roupa fashionista do passado; e ela decidiu aderir a um armário-cápsula. “Look do dia é um crime ambiental. A indústria da moda é a segunda mais poluente do mundo. Por que ter mais de uma calça jeans?”, indaga ela, que já encarou o desafio de usar #1lookpor1semana sem abrir mão de seu it-acessório indispensável, o copo Menos 1 Lixo.

Aliás, ele ficou ainda mais cobiçado depois de, recentemente, ser ostentado na TV pelas celebridades que participaram do programa Criança Esperança, da Rede Globo. “A emissora queria colocar na bancada da atração algo emblemático”, conta. Acertou em cheio.

Leia mais:
Biossance: fique de olho na marca de beleza sustentável do momento
Tropic of C: conheça a grife sustentável de moda praia de Candice Swanepoel
Marca recicla 100 milhões de garrafas para shorts e casacos
Se for usar canudo, então que seja sustentável (e lindo)