Foto: Bob Wolfenson, que fez seu primeiro retrato à distância usando a tecnologia

Neste momento de pandemia e distanciamento social, quando conseguimos olhar com mais calma para nós mesmos e rever nossos propósitos, a trajetória de Ana Claudia Michels não poderia ser mais inspiradora.

Em 2012, no auge da carreira na moda e, então, prestes a completar 30 anos, decidiu recomeçar do zero e resgatar o sonho de infância de ser médica. “Fui trabalhar como modelo, a princípio, para aproveitar uma oportunidade e acabei entrando de cabeça. O tempo foi passando e quase que ‘esqueço’ de que o que eu queria mesmo era a Medicina”, conta.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

“Meus amigos mais próximos sabiam da minha vontade, mas, quanto mais tempo passava, mais parecia absurdo voltar para a escola. Quem me lembrou desse meu desejo foi meu terapeuta”, revela ela, que se matriculou em um cursinho pré-vestibular com a intenção de encarar um dia de cada vez e desistir, sem culpa, caso ficasse difícil demais.

Seguiu em frente, se formou no final de 2019 e, durante a jornada, se casou com o advogado Augusto de Arruda Botelho e teve filhos, Iolanda e Santiago. Nos últimos dois anos da faculdade, Ana Claudia estagiou em hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS), na periferia de São Paulo, onde aprendeu muito, especialmente com duas professoras “ídolas”, e decidiu trilhar seu caminho atendendo a população mais carente.

Ela reconhece os privilégios de ter conseguido trocar de carreira com ajuda para cuidar dos filhos e apoio do marido e diz se sentir responsável por devolver parte disso a quem mais necessita. “A forma que tenho para deixar nossa sociedade um pouquinho menos desigual é me esforçando para me tornar a melhor profissional que eu puder ser, e isso envolve trabalhar em comunidades mais vulneráveis.”

Atualmente dedicada aos estudos para as provas de seleção de residência em clínica médica, ela se colocou à disposição para estar na linha de frente do combate à Covid-19, caso necessitem de médicos recém-formados.

De volta a São Paulo após passar algumas semanas com os filhos em Joinville (SC), na casa dos pais, porque o marido foi convidado para ser comentarista diário na CNN, com idas aos estúdios e, portanto, mais exposto à contaminação, Ana Claudia Michels afirma estar preparada para ter cuidado dobrado com o isolamento se for chamada para trabalhar. “Claro que minha família estará sob maior risco, mas estamos nessa crise juntos e cada um precisa fazer seus pequenos sacrifícios.”

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

Um projeto perfeito. Como falamos entre colegas: ‘O SUS é uma mãe!’. Nos locais onde é corretamente administrado, é maravilhoso.

ORGULHO

Ter conseguido me formar. Sou muito feliz como médica.

MAIOR DESAFIO

Ficar longe dos meus filhos. Espero começar minha especialização no ano que vem, e a carga horária é de 12 horas por dia. Chego a perder o ar quando penso em como farei para enfrentar esse período.

MOTIVAÇÃO

Ser uma boa médica. A vida das pessoas que estão sob meus cuidados depende da minha dedicação, não tem maior motivação do que essa.

FUTURO

Torço para que esta crise que estamos vivendo passe, mas que nos transforme de alguma forma. Precisamos repensar como vínhamos vivendo e, para sairmos desta mais fortes, é necessário que resgatemos nosso senso de comunidade.