Manu Gavassi usa vestido Colcci, camisa Gucci e brincos Louis Vuitton – Foto: Fernando Tomaz, com direção criativa de Thiago Bastista, styling de Carol Roquuete, beleza de Krisna Carvalho, digital Retouch de Chico Duarte e produção executiva de Bruno Uchôa

Por Patricia Carta

Em tempos de ativismo, nada mais justo que darmos voz à geração jovem que está à frente das mudanças do mundo. Não por acaso, escolhemos para esta edição Manu Gavassi para estampar uma das capas e editorial, que usam referências dos anos 1970, e brincam com a ideia de laboratório e efeitos psicodélicos que aludem a transformações. Afinal, foi durante o BBB que Manu revolucionou a sua imagem, teen até então, para se consolidar como feminista e ativista.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Por meio de conteúdos que vão de sérios a cômicos, mas nem por isso menos relevantes, e das plataformas digitais, a geração Z muda padrões e cria identidade própria, despindo-se da necessidade de ter. Diante desse processo de desconstrução e reconstrução de valores, pelo qual somos impactados constantemente, surgem novas exigências: propósito, consciência, transparência de processos, razão e sensibilidade.

Nossas personagens vão a campo para fazer valer suas ideias, cada uma à sua maneira, e com um jeito próprio de ser. Você pode conferir, em Radar, quatro jovens artistas brasileiras que ganharam fama nas redes sociais e, a nosso convite, mesclaram suas pinceladas com peças da Gucci. Assim como comprovar, ainda em Radar, que o humor de Camilla de Lucas, novo fenômeno da internet, deixou a quarentena mais leve.

Manu usa top Ben, saia Egrey, brincos Louis Vuitton e meia-calça Calzedonia. No cenário, perfume da Paco Rabanne (@pacorabanneparfums) – Foto: Fernando Tomaz, com direção criativa de Thiago Bastista, styling de Carol Roquuete, beleza de Krisna Carvalho, digital Retouch de Chico Duarte e produção executiva de Bruno Uchôa

De forma diferente, Helô Rocha e Carol Ponce também transportaram a leveza de que tanto precisamos neste momento para a casa nova, além de terem colocado a mão na massa por um mundo menos desigual.

Com o mesmo objetivo, Salma Hayek, que já se enfurnou em campos de refugiados sírios para pedir ajuda humanitária, acaba de lançar uma campanha de combate à violência contra mulheres confinadas por causa do coronavírus.

Flávia Lucini usa colar da Bvlgari – Foto: Karel Losenicky, com styling de Cori Amenta, beleza de Giuseppe Giarratana, edição executivo de Filipa Bleck, tratamento de imagem de Petra Vokjan e assistência de fotografia de Pietro Colombo

A estilista Jal Vieira inspirou-se em textos de mulheres pretas para produzir sua nova coleção. E, em 24h, patrocinada pela Ame, pudemos mostrar Letticia Munniz, humorista e modelo, que abandonou dietas torturantes e prova que imagem, para a nova geração, tem outro sentido.

Exemplos aqui não faltam para mostrar que o mundo está em ebulição e virou um grande laboratório de experiências e ideias. E pede luta por um futuro melhor, mas sem perder a ternura, e com uma dose de glamour, por que não?

Baixe a #bazaaragosto na Apple Store

Baixe a #bazaaragosto no Google Play