Pabllo Vittar usa look total Gucci, com sandálias Arrasadora – Foto: Guilherme Nabhan, com direção criativa de Camila Bossolan, edição de moda de Rodrigo Yaegashi e set design de Lucas Teixeira

Junho é mês de celebrar o orgulho LGBTQIA + – e não poderíamos eternizar melhor esse momento do que trazendo Pabllo Vittar para estrear em uma das nossas capas. Cantora, perfomer, drag queen, Pabllo é resistência e poder. Se, de um lado, sofre preconceitos, de outro é amada e reverenciada. Um bom motivo para mostrar como mudaram os ícones dos nossos tempos.

Cauã Reymond usa look total Aramos – Foto: Lufrè, com direção criativa de Lucas Teixeira, styling de Thico Ferraz, beleza de Jake Falchi e tratamento de imagem da Telha Criativa

Ícone também é o novo hetero, aqui representado por Cauã Reymond, que ousou afirmar em entrevista à Bazaar que não se considera homem, claro, naqueles velhos moldes que já não cabem mais no mundo. E aproveitamos para vê-lo em ensaio que apresenta sua primeira incursão na moda, não como o modelo do início de sua carreira, mas assinando collab com marca de moda masculina.

Leoni Hanne e Silvia Braz usam Valentino – Foto: Anthenor Neto, com direção de Alexandre Montanher, styling de Bruno Uchoa (ODMGT), beleza de Janaína Marques com produtos KVD Beauty e Biossance e tratamento de imagem da Telha Criativa

Uma dupla icônica completa o nosso trio de capas deste mês. As uber influenciadoras Silvia Braz, uma das morenas mais celebradas do País, e a alemã Leoni Hanne, que voou de Londres, onde mora, para as praias do Rio. Ambas conquistaram as marcas mais desejadas do mundo, transformando tudo o que vestem em hit. Trazemos também uma beleza oriental exuberante, e nada mais icônico do que a beauté das asiáticas, amada e copiada no mundo todo.

Em Estilo, apresentamos, para quem não conhece, La Robertita, a nova it girl dos anos 2020. Reunimos ainda nomes quentes do momento, como a atriz Fernanda Souza, que conta detalhes do seu dia, em 24 Horas, e fala abertamente de seu novo romance com uma mulher.

Em Radar, nossa colunista, a escritora feminista Giovanna Madalosso, detalha seu casamento em cidades separadas – receita de sucesso nos dias de hoje, em que exploramos novas formas de amor, segundo ela.

É sobre amor também que Criolo, ao abrir o coração, fala da vida como ela é em seu novo álbum. E Oskar Metsavaht dirige um balé de corpos em um jogo de sedução no art film “Vermelho Quimera”, que estreou em Cannes.

Baixe a edição na Apple Store
Baixe a edição no Google Play