Rihanna usa casaco Chanel, brincos Mateo New York. Batom Líquido Stunna Lip Paint Longwear Fluid Lip Color na cor Uncensored, Fenty Beauty – Foto: Gray Sorrenti, com direção criativa de Jen Brill

Por Patricia Carta

Nas quatro capas de Bazaar deste mês, Rihanna está em uma, Silvia Braz, em outra. Woman power em versão dupla – e fica fácil entender a escolha do tema da edição: mulheres-plataforma. Foi esse o mote que nos guiou do começo ao fim, nesta September issue.

É ou não de ficar de queixo caído com o que a pop star conseguiu? Rihanna construiu, nada mais, nada menos, que um império de moda e beleza inclusiva! A Fashion House Fenty, sediada em Paris, foi feita em parceria com a LVMH e a linha Fenty Beauty, que chega agora ao Brasil, na Sephora, destina-se a todos os tipos de pele, etnias e gêneros.

Não bastasse, Rihanna também criou uma coleção de roupas íntimas inclusivas. Mais para frente, você pode conferir o editorial de moda clicado pela filha do fotógrafo Mario Sorrenti e ler a matéria na íntegra. Para dizer o mínimo, ela é inspiradora, assim como a história de tantas outras grandes mulheres aqui retratadas.

Camisa e batom Carolina Herrera e brincos da Talento – Foto: Bruna Castanheira, com direção criativa de Thiago Batista, edição de moda de Rodrigo Yaegashi, beleza de Helder Rodrigues, tratamento de imagem de Philipe Mortosa, produção executiva de Bruno Uchôa, produção de moda de Maria Flevy e Larissa Romano

Silvia, mais um bom exemplo, em dez anos de carreira, comanda uma equipe de 20 pessoas. A influencer é embaixadora do Copacabana Palace, mesmo papel que exercerá à frente da próxima edição da BrasilFoundation e, muito em breve, de uma marca de café do norte de Minas.

Antes da pandemia, viajava para fora do País, a trabalho, não menos que nove vezes ao ano. Acaba de ser convidada para ter um programa em um canal de TV aberta.

Maria Miguel (Viva Model) usa look total Prada – Foto: Stephanie Volpato, styling de Charlotte Even, edição executiva de Filipa Bleck, edição de arte Charles Ville, cabelo de Mélisande Pate e maquiagem de Camille Siguret

Resumidamente, a ideia desta Bazaar é apontar mulheres que inspiram, provocam mudanças de hábitos, encorajam outras, acolhem, ensinam e aprendem. Trocam. Zezé Motta, que dispensa apresentações, está na seção 24h, onde conta um dia seu qualquer, durante este período pandêmico. Aos 76 anos, a atriz e cantora que ajuda o Retiro dos Artistas, faz lives quase todos os dias e está lendo “Lugar de Fala”, de Djamila Ribeiro. Precisa dizer mais?

Ainda aqui, na seção Radar, você confere a entrevista com Fernanda Torres. Esclarecida, talentosa e genial, Fernanda acaba de gravar uma série que estreia na Globo, neste mês. Ela e a mãe dirigidas pelo marido Andrucha na região serrana do Rio de Janeiro. A ajuda e participação dos filhos do casal são a cereja do bolo dessa empreitada familiar. Já me encontro em contagem regressiva.

Maria Miguel (Viva Model) usa look total Dior – Foto: Stephanie Volpato, styling de Charlotte Even, edição executiva de Filipa Bleck, edição de arte Charles Ville, cabelo de Mélisande Pate e maquiagem de Camille Siguret

Mas, muitas outras mulheres de peso precisam ser mencionadas, algumas apresentadas, a fim de nos ajudar a acreditar em um mundo melhor. Uma delas é Samantha Oliveira, que assumiu recentemente a direção do Twitter Next, área que analisa o comportamento das pessoas na rede social e oferece conteúdos mais assertivos.

Nátaly Neri, famosa no Youtube, casada com um homem trans, fez da sexualidade uma de suas bandeiras. Any Gabrielly, vocalista e única brasileira entre os 15 membros da banda New United. A cantora de 17 anos saiu da periferia e realizou um sonho igual ao de muita gente.

Maria Miguel (Viva Model) usa look total Miu Miu – Foto: Stephanie Volpato, styling de Charlotte Even, edição executiva de Filipa Bleck, edição de arte Charles Ville, cabelo de Mélisande Pate e maquiagem de Camille Siguret

Anne Magalhães é um exemplo de como uma mulher-plataforma pode ajudar a comunidade. Tem 29 anos e trabalha com Libras desde os 14. Educadora, interpreta canções com língua de sinais.

Por fim, uma das referências de body positive que vale conhecer é Alexandra Gurgel. No seu canal no Youtube, Alexandrismos, prega o fim da gordofobia e com isso ajuda milhares de meninas e mulheres a aceitarem o próprio corpo.

E a moda? Junte-se a nós. Venha dar uma volta pela cidade, passear no campo e mergulhar no mar. Vamos?

Baixe a edição na Apple Store
Baixe a edição no Google Play