Pop The Bolha: plataforma digital traz conteúdos para mulheres

Multiplataforma feita para mulheres tem o intuito de "furar a bolha" dos espectadores

by João Victor marques
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Assistir o que gosta, dentro de suas vontades e desejos, é o melhor jeito de usar a internet. Todo esse advento tecnológico pode ser usado também para plantar uma sementinha de questionamento, fazendo com que cada um saia da “bolha” em que vive e reflita sobre diversos assuntos.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Pensando nisso, um grupo de mulheres resolveu se juntar para criar uma multiplataforma chamada Pop The Bolha, que terá materiais totalmente voltados para elas mesma. A intenção central é fazer com que as pessoas assistam aos inúmeros conteúdos e pensem fora de sua própria “bolha”.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O canal contará com a participação de mulheres diversas e plurais em suas trajetórias e campos de atuação para trocar ideias de maneira descontraída, promovendo conversas e diálogos.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

O programa vai ao ar no próximo dia 2 de dezembro de 2019 já com o quadro de estreia chamado “Perguntas Estúpidas”, que terá a participação especial de figuras públicas, como Mari Moon, Maíra Andrade, Ale Xavier, e outras.

Bazaar conversou com Camila Pons, que é diretora de estratégia e conteúdo do “Pop The Bolha”.

Quando o programa vai ao ar?
O Pop The Bolha estreia no próximo dia 2 de dezembro. Foi idealizado para ser uma plataforma de conteúdo digital com material extenso e inédito o tempo todo. O objetivo do projeto é ser um ecossistema digital completo para que assuntos diversos, partindo da fala de mulheres, sejam naturalizados na sociedade. “Perguntas Estúpidas” é o quadro de estreia, o primeiro de diversos conteúdos que teremos nas plataformas do “Pop The Bolha”. A cada semana teremos uma convidada em todos os pontos de contato da plataforma, colaborando com conteúdos diferentes e divertidos.

Quando começam as gravações?
Começamos as gravações no início de novembro, mas a produção e idealização da plataforma foram iniciadas no começo de 2019. De agora em diante, os ritmos de gravação não pararam mais e estamos pensando em conteúdo, produzindo, gravando e editando o tempo todo.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Quem serão as convidadas, afinal, quem são essas mulheres maravilhosas que responderão perguntas estúpidas?
Contamos com a participação de mulheres diversas em suas trajetórias, campos de atuação e presença. Convidamos desde Mari Moon, a primeira influenciadora do Brasil, até Maíra Andrade, uma mulher super inspiradora que é Global Shaper em São Paulo. Entretanto, muitos outros nomes inspiradores passaram passarão pelo Pop The Bolha.

Conte um pouco do porquê deste nome, de onde veio a inspiração?
O quadro “Perguntas Estúpidas” é uma projeção diante da demanda que existe sobre nós, mulheres, quando falamos para um público. Precisamos sempre ter muita propriedade, muito conhecimento sobre algo, caso contrário, aquele espaço não nos pertence. A ideia foi iniciar nossos canais com um conteúdo descontraído, criando uma espaço acolhedor e convidativo para a audiência rir junto e se inspirar. A realidade é que mesmo quando a pergunta é estúpida, as respostas continuam sendo maravilhosas, assim como as mulheres que as responderam.

Onde irá ser transmitido? Alguma plataforma digital ou algum canal de TV?
O “Perguntas Estúpidas” e todos os outros quadros e do Pop The Bolha estarão presentes nas principais plataformas digitais, no Youtube, no Instagram, Facebook e também como Podcast, em todos os players. Para manter uma conversa com a audiência é preciso se espalhar, colocar os tentáculos em todas essas redes com conteúdo nativos em cada uma delas.

Leia mais:
Cinco filmes marcantes da carreira de Helen Mirren
Livro revela segredos sobre a relação da rainha Elizabeth com a moda
Quatro filmes que levaram Jodie Foster ao Oscar