Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

Com o intuito de diminuir os abusos sexistas, a polícia do condado de Nottinghamshire, na Inglaterra, rotulou como crime de ódio qualquer ação que seja considerada misógina, incluindo cantadas e comentários ofensivos. A mudança permite que as agressões sejam levadas à policia para devida investigação, o que pode levar à prisão de pessoas que comentam delitos do tipo.

“Estamos felizes por liderar o caminho no ataque contra a misoginia em suas diversas formas”, revela a chefe de polícia Sue Fish ao The Guardian sobre ser o primeiro condado do país a abrir o leque de crimes de ódio. “É importante para conduzir os crimes e tornar Nottinghamshire um local seguro para as mulheres”, explica.”O que as mulheres passam em seu dia a dia é inaceitável e pode ser destrutivo”, completa.

“Em pesquisa recente, nós descobrimos que 85% das mulheres entre 18 e 24 anos receberam um assédio verbal com conotação sexual indesejada em lugares públicos, e 45% sofreram toques não permitidos, o que configura abuso”, conta Rachel Krys, co-diretora da Aliança Fim da Violência Contra a Mulher. “Sabemos que ignorar assédio e bullying machista cria a impressão de que violência contra a mulher é tolerável, então damos boas-vindas à qualquer ação que vá contra isso”, conclui.