Sabrina Sato usa body e calça Skazu, ear cuff Bvlgari e tênis Reserva Go – Foto: Lufré, com com direção criativa de Camila Bossolan, styling de Patricia Zuffa, beleza de Krisna Carvalho, produção executiva de Bruno Uchoa, set design de Jean Labanca, produção de moda de Leopoldo Mendonça e Amanda Collatto, assistência de beleza de Arthur Lordelo, Assistente de fotografia de Cassiano Lopes camareira Vilma de Alcântara e tratamento do imagem Telha Criativa

Acompanhar o ritmo de Sabrina Sato não é brincadeira. Que o diga seu metiê. Ainda que o ritmo pandêmico seja outro, ela não para. Onipresente nas telinhas, quando não está na TV, lá vai ela para as redes sociais, onde tem mais de 29 milhões de seguidores só no Instagram.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

A apresentadora vai passar os próximos dois meses em Paraty, litoral do Rio de Janeiro, para gravar “A Ilha”, novo reality da Record. “Muito parecido com o que um ator faz ao se preparar para um personagem”, conta ela sobre o programa previsto para estrear em julho. Em meio às gravações de “Cada Um No Seu Banheiro” e “Salada Sato”, derivados de seu canal no YouTube, também estreia este mês mais uma temporada de “Mães de Verdade”, que versa sobre a maternidade.

Sabrina usa top By Nv, saia Hugo Boss, brincos Bvlgari, luvas Mayara Bozzato e sapatos Prada – Foto: Lufré, com com direção criativa de Camila Bossolan, styling de Patricia Zuffa, beleza de Krisna Carvalho, produção executiva de Bruno Uchoa, set design de Jean Labanca, produção de moda de Leopoldo Mendonça e Amanda Collatto, assistência de beleza de Arthur Lordelo, Assistente de fotografia de Cassiano Lopes camareira Vilma de Alcântara e tratamento do imagem Telha Criativa

Sabrina acredita que todo mundo colhe o que planta. No caso dela, controladora como só, espera que a rega venha acompanhada de cronograma e prazo para ser cumprida. O lockdown serviu como momento de reflexão e aprendizado, permitindo a ela não se cobrar tanto. “É tempo de olhar para trás e ver tudo o que a gente fez até aqui para poder viver, desejar e sonhar com o futuro”, analisa.

Quer parar de sentir medo, já que se viu confrontada pelo sentimento de perder as pessoas ao seu redor. E entendeu que não é tudo o que pode controlar. Principalmente as pessoas do outro lado da tela. “Elas não esperam que a gente envelheça ou amadureça diante das câmeras. Querem determinar quantos filhos vamos ter, se vamos engravidar ou não. As pessoas dão pitaco na nossa vida, ainda mais na de quem começou a vida pública em um reality”.

Sabrina Sato usa look total Prada e brincos Bvlgari – Foto: Lufré, com com direção criativa de Camila Bossolan, styling de Patricia Zuffa, beleza de Krisna Carvalho, produção executiva de Bruno Uchoa, set design de Jean Labanca, produção de moda de Leopoldo Mendonça e Amanda Collatto, assistência de beleza de Arthur Lordelo, Assistente de fotografia de Cassiano Lopes camareira Vilma de Alcântara e tratamento do imagem Telha Criativa

E lá se vão 18 anos desde que participou do “Big Brother Brasil” (Globo), depois foram mais dez aparecendo diante do público, semanalmente, no “Pânico na TV” e outros sete em voo solo, já na Record. Essa independência trouxe também maturidade para perceber que não se deve viver de acordo com as expectativas. “Até hoje tem quem pergunte: ‘por que você não arranca essa verruga nojenta da testa?’ Não vou arrancar porque querem.”

Para se conectar à sua essência, compartilha a fórmula: terapia, reza e atividade física. É o que fala para as amigas próximas. Ganhou quilos na pandemia, mas já recuperou o shape. Não faz tantos exercícios como antes da gravidez de Zoe, de 2 anos. Era boxe, muay thai, corrida…No começo da pandemia, até fazia lives com exercícios. Único caminho para cuidar do déficit de atenção. “Ajuda a gente na autoestima”, acredita. Como se precisasse!

Sabrina Sato usa jumpsuit Skazi, brincos Bvlgari e botas Jimmy Choo – Foto: Lufré, com com direção criativa de Camila Bossolan, styling de Patricia Zuffa, beleza de Krisna Carvalho, produção executiva de Bruno Uchoa, set design de Jean Labanca, produção de moda de Leopoldo Mendonça e Amanda Collatto, assistência de beleza de Arthur Lordelo, Assistente de fotografia de Cassiano Lopes camareira Vilma de Alcântara e tratamento do imagem Telha Criativa

Passando um tempo na fazenda que reformou em Piraju, no interior de São Paulo, agora dorme às nove da noite e às 7h da manhã já está de pé. Quando está em casa, na capital paulista, vai para a cama até meia-noite. É nessa hora que desbrava os tópicos mais comentados do Twitter ou tenta assistir a uma série sozinha, com celular na mão, fone plugado em um ouvido e, o outro, atento à filha Zoe.

Sabrina quer aumentar a família, mas desistiu de congelar os óvulos porque precisaria tomar hormônios. Ficou com preguiça, ela conta. “Agora não sei o que faço. Quero ter mais filhos, adotar mais para a frente. Assim que terminar esses 13 programas”, ri. Com a gravidez, queria ter podido relaxar mais, algo que não aconteceu. Mas agradece a independência da pequena. “Ela não chora, não faz manha, muito feliz. Vou ter que fazer outros para ver o que é uma criança chorar, fazer birra”, zomba.

Sabrina Sato usa top Reinaldo Lourenço, calça Bottega Veneta e brincos Bvlgari – Foto: Lufré, com com direção criativa de Camila Bossolan, styling de Patricia Zuffa, beleza de Krisna Carvalho, produção executiva de Bruno Uchoa, set design de Jean Labanca, produção de moda de Leopoldo Mendonça e Amanda Collatto, assistência de beleza de Arthur Lordelo, Assistente de fotografia de Cassiano Lopes camareira Vilma de Alcântara e tratamento do imagem Telha Criativa

Totalmente adaptável e afetuosa, crê que ambas compartilham da mesma energia. Se chega em um lugar, Zoe, igualzinha à mãe, contagia com uma gargalhada, elevando o astral do ambiente. Aprendeu com a melhor, como dizem. E Sabrina quer passar adiante tudo o que sua mãe, dona Kika, e a família lhe ensinaram: ser verdadeira, ter coragem e se colocar no lugar do outro acima de tudo. “Muito mais do que em palavras, mas no exemplo.”

Sabrina usa trench-coat Victor Zerbinato, brincos Bvlgari, óculos Hugo Boss, meias Lupo e sandálias Saint Laurent por Anthony Vaccarello – Foto: Lufré, com com direção criativa de Camila Bossolan, styling de Patricia Zuffa, beleza de Krisna Carvalho, produção executiva de Bruno Uchoa, set design de Jean Labanca, produção de moda de Leopoldo Mendonça e Amanda Collatto, assistência de beleza de Arthur Lordelo, Assistente de fotografia de Cassiano Lopes camareira Vilma de Alcântara e tratamento do imagem Telha Criativa

O dia de Sabrina parece ter mais horas que o relógio aguenta. Ainda acha tempo para ouvir podcasts e se atualizar das músicas do momento. Recentemente, até testou aquele app que resume obras de ficção em audiobooks de 12 minutos. Social por natureza, não vê a hora de encontrar as pessoas e poder abraçar. Talvez tenha sido a coisa que mais sentiu falta nesse momento de reclusão. “A liberdade de você sambar, suar, abraçar todo mundo. Essa vida de volta, com saúde, é o que mais desejo”, espera. Descobriu que é totalmente dependente do afeto alheio. “Sinto falta de festa, gente e calor humano”, resume. “A minha energia precisa disso. Não nasci pra ficar em casa.”

Sabrina usa Blazer e calça de paetês Victor Zerbinato, camisa Hugo Boss, ear cuff Bvlgari e tênis Reserva Go – Foto: Lufré, com com direção criativa de Camila Bossolan, styling de Patricia Zuffa, beleza de Krisna Carvalho, produção executiva de Bruno Uchoa, set design de Jean Labanca, produção de moda de Leopoldo Mendonça e Amanda Collatto, assistência de beleza de Arthur Lordelo, Assistente de fotografia de Cassiano Lopes camareira Vilma de Alcântara e tratamento do imagem Telha Criativa – Foto: Lufré, com com direção criativa de Camila Bossolan, styling de Patricia Zuffa, beleza de Krisna Carvalho, produção executiva de Bruno Uchoa, set design de Jean Labanca, produção de moda de Leopoldo Mendonça e Amanda Collatto, assistência de beleza de Arthur Lordelo, Assistente de fotografia de Cassiano Lopes camareira Vilma de Alcântara e tratamento do imagem Telha Criativa

O namorado, Duda Nagle, já vivia uma vida de quarentena perto da de Sabrina. Para ele, não mudou tanto. “A gente é muito normalzinho. Adora tomar sorvete na cama, vinho”, conta. A pequena é um grude, só sai de perto na hora H. “Depois que a gente transou, fez amor, traz ela de volta.” Não fosse a pandemia, já teria casado com festa para muitos.

Depois que descobriu que Rodrigo Hilbert fez a capela para a celebração da união com Fernanda Lima, está esperando uma movimentação do namorado. “Falei pra ele: já tem uma capela lá na fazenda, é só reformar, ajeitar. Meio caminho andado”, diverte-se.” Se é para fazer feliz quem está à sua volta, Sabrina não mede esforços. Sempre leve e bem humorada, vai dando passos para construir um futuro melhor para a família e para quem está ao seu redor. Pelas telinhas, respira e inspira.