Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

Geralmente, os padrões estéticos dos programas de beleza são muito limitados, favorecendo apenas corpos magros. Recentemente, uma concorrente ao posto Miss Itália tentou quebrar os paradigmas da competição, porém sofreu de gordofobia no processo.

Ficando em segundo lugar, Paola Torrente, de 22 anos, chamou atenção por seu tipo físico, bem diferente do pequeno tamanho 34, que infelizmente reina em programas do tipo. A estudante de engenharia veste 46 e se orgulha de suas curvas, postando diversas fotos body positive.

Em tempo: já nos segue nas redes sociais? Instagram (@BazaarBR) e Facebook (@BazaarBR)

Em suas redes sociais, ela sofreu diversas críticas de outras participantes do evento, como da modelo croata Nina Moric, que postou: “Paola é muito gorda para vencer. Chegamos ao ponto em que escolhemos uma Miss Itália que é gorda, e tudo em nome da sensibilidade e da aceitação dos outros. Por que não começamos um (concurso) para pessoas com pés feios também?”

As provocações não pararam por aí: a mãe da terceira colocada do Miss Itália, Viviana Vogliacco, exigiu a criação de um novo concurso dedicado às mulheres gordas…

Mesmo com toda a negatividade, Paola segue contente e tem recebido muito apoio de seus seguidores, que a elogiam, e comentam sobre a sua bravura de ter participado de um programa tão opressor.

Leia mais: Unilever anuncia mudanças na forma de representar as mulheres em suas campanhas
Conheça a Matiz, marca infantil sustentável e sem definição de gênero
Para aumentar taxa de natalidade, Itália lança campanha; resultado não é o esperado