Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Qual será o futuro das compras online? Segundo especialistas convidados da edição digital do SXSW, o live shopping veio para ficar e só vai crescer nos próximos anos. O movimento, que começou na Ásia, é liderado por influenciadores e é um sucesso especialmente nos mercados de beleza e moda. A mesa virtual, que reuniu os experts Gregg Renfrew (Beauty Counter), Munira Rahemtulla (Amazon Live) e David Sandstrom (Klarna) dividem o que, na experiência deles, funciona neste negócio.

“Em um mundo em que não vamos mais ao shopping com os amigos, queremos estar conectados, mesmo que distantes, e o live shopping proporciona isso”, afirma Sandstrom. Para Munira, a melhor aposta das marcas é em influencers. “A pessoa que apresenta precisa ter credibilidade para falar naquele assunto, construir uma intimidade com o consumidor e não apenas fazê-las entrar em um e-commerce para comprar”, complementa.

E se engana quem pensa que grandes produções são necessárias. Na experiência de Gregg e Sandstrom, quanto mais autêntico for o conteúdo, melhor. Outro dado surpreendente: as lives que funcionam são as mais longas. “Nosso maior desafio é produzir conteúdo de até quatro horas de duração”, pontuam todos os especialistas.