Um almoço entre os ingredientes do próprio almoço - Foto: reprodução
Um almoço entre os ingredientes do próprio almoço – Foto: reprodução

Já imaginou chegar em algum lugar para comer e ficar cercado por sua próxima refeição, ainda no pé, esperando para ser colhida? Na Tender Greens, rede de fast-food que serve saladas e sanduíches em Hollywood, os clientes ficam cercados por uma pequena floresta hidropônica, que inclui pimentões, morangos, ervilhas e vários outros legumes e vegetais.

“Sempre tivemos interesse em plantar nossos ingredientes aqui”, diz Erik Oberholtzer, co-fundador do Tender Greens. “Mas, como todos os nossos restaurantes são em áreas bastante urbanas, pensávamos que nunca seria possível ter algo além de pequenos vasos decorativos”.

Quando os fundadores começaram a pesquisar sobre jardins verticais para a decoração das lojas, descobriram que as torres hidropônicas produzidas pela empresa Green City Farms, basicamente uma rede de canos com água nos quais as mudas são plantadas, poderiam ser a solução.

“Elas são perfeitas para nossos pátios, pois não demandam energia e o gasto com água é mínimo. Podemos ter 44 plantas por torre. Em Hollywood, temos 24 torres produzindo todos os tipos de frutas e legumes”, conta Oberholtzer.

Colheita é utilizada em uma refeição especial por semana - Foto: reprodução
Colheita é utilizada em uma refeição especial por semana – Foto: reprodução

Uma vez por semana, a colheita dos restaurantes é utilizada em uma refeição especial e divertida para os chefs, que acabam ficando conectados com as plantas, por terem acompanhado seu crescimento ao longo dos dias.

Como o movimento nos estabelecimentos é grande, as torres conseguem prover apenas uma pequena parte de toda a comida que é servida. Mas essa ação é uma clara demonstração da preocupação dos proprietários com a sustentabilidade e a preservação do meio-ambiente, pois o cultivo hidropônico pode poupar até 90% da água que é gasta com o plantio em campos.

Além, é claro, de toda a diversão que é poder fazer uma refeição com a sensação de ter saído da cidade e parado no meio de uma fazenda.