Foto: Now Fashion
Foto: Now Fashion

Por Cibele Maciet e Giulia Federighi

O Grand Palais, local onde a Chanel apresenta suas coleções há muito tempo, já ganhou cenários incríveis com foguetes em plena decolagem, supermercados com produtos grifados, praias, entre tantas outras ideias extraordinárias de Karl Lagerfeld. Ao contrário, Virginie Viard resume o que a moda precisa hoje: de consciência ambiental e ecológica, de simplicidade, de “menos é mais”. O Grand Palais hoje, na coleção de alta-costura verão 2020, veio vestido de lembranças de Aubazine, orfanato onde Mlle.Gabrielle Chanel viveu dos 12 aos 18 anos.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Um jardim rústico, cercado de inúmeros lençóis brancos estendidos em varais improvisados em fios de ferro foi o pano de fundo para uma coleção poética e diáfana, com longos rendados com mangas bufantes feito camisolas de menina, tailleurs com saias nos joelhos, como as inspetoras do orfanato se vestiam, sem se esquecer dos mocassins com salto médio com a meia soquete costurada no sapatos. Amarrações com tules e tweeds em vestidos e tailleurs lembraram os uniformes ou mesmo a forma como as mulheres do começo do século 20 poderiam se vestir. Golas com bordados que faziam as vezes de capa cobriram os ombros dos vestidos. Gigi Hadid estava linda com um preto longo, em uma dança do imaginário infantil de Gabrielle.

Veja abaixo as 10 coisas que amamos do show:

As golas

Foto: Now Fashion
Foto: Now Fashion

Com um ar totalmente clássico, diversos modelos apresentam um traço em comum: batas quem remetem quase que á uma gola-rufo da época Elisabetana.

O tweed

Foto: Now Fashion
Foto: Now Fashion

O tecido de lã emprestado da moda masculina por Mademoiselle Chanel se tornou uma parte essencial do estilo feminino da maison. E claro que não poderia deixar de faltar na coleção verão 2020.

O florido

Foto: Now Fashion
Foto: Now Fashion

As flores são um símbolo muito forte da casa Chanel, vide as camélias que já são um símbolo registrado. No desfile de alta-costura, é possível observar diversos looks com pequenas aplicações em flores bordadas diretamente no modelo. Esse detalhe traz vida as peças e até um toque lúdico.

O tailleur

Foto: Now Fashion
Foto: Now Fashion

Um clássico é um clássico, e Chanel nunca decepciona quando se trata do “terninho”. Uma peça elegante que possui toda uma tradição e trajetória desde os primórdios da marca.

Os ombros à mostra 

Foto: Now Fashion
Foto: Now Fashion

Um detalhe sutil, mas com uma sensualidade quase que contida: os ombros à mostra trazem um ar “sem querer”, que revela pouco, mas ao mesmo tempo carrega na feminilidade e no mood jovem.

O decote 

Foto: Now Fashion
Foto: Now Fashion

Podemos reparar em diversos estilos de decote pela coleção apresentada, mas um chama nossa atenção: o profundo. Disfarçado com um tecido transparente, remete a um jogo de esconde e revela.

A saia

Foto: Now Fashion
Foto: Now Fashion

As saias levam um ar bucólico à composição. Quase que uma volta ao tempo, com toques contemporâneos, o tecido fino dá uma transparência modernizando à peça.

Little Black Dress (repaginado)

Foto: Now Fashion
Foto: Now Fashion

Uma roupa que já é marca registrada história de Gabrielle Chanel e de sua maison. Uma peça curinga que passa por diversos eventos sem perder a elegância, permanece “on point”.

Cintura marcada

Foto: Now Fashion
Foto: Now Fashion

Nada melhor para definir uma silhueta feminina do que marcar a cintura, seja com um cinto ou uma faixa. A acentuar as curvas favorece a peça e acrescenta um charme contemporâneo.

O listrado

Foto: Now Fashion
Foto: Now Fashion

Remetendo às tendências náuticas, as listras são muito aproveitadas pela marca.

Leia mais:
Cinco tendências de vestidos para investir nesta primavera
Cinco tendências de joias para a temporada de primavera 
Os excessos de brilho estão de volta