Prabal Gurung Verão 2016 - Foto: Getty Images
Prabal Gurung Verão 2016 – Foto: Getty Images

 

Por Giuliana Mesquita

Depois da Givenchy se inspirar nos atentados de 11 de setembro no seu desfile, Prabal Gurung decidiu prestar homenagem aos terremotos que devastaram o Nepal — seu país-natal — no seu verão 2016. Se no primeiro o renascimento vinha do primeiro bloco, todo branco, no desfile deste domingo (13.09), Gurung escolheu tons de vermelho, laranja e amarelo, as cores do nascer do sol, para simbolizar um novo começo após a tragédia.

Falando de roupas, os vestidos midi de decote ombro a ombro canelados são um dos principais destaques, além do bloco final de vestidos fluídos e monocromáticos.
Antes do show, monges himalaias trazidos direto do Nepal fizeram uma apresentação com cânticos. Mas dessa vez o tema não era religião. Para Gurung — assim como para a Givenchy — o desfile foi muito mais do que meras roupas, um styling impecável e um corte preciso. Era sobre enxergar beleza em meio a tragédia. Eram peças que simbolizavam esperança. Veja as fotos do desfile: