Por Ligia Carvalhosa

Vem do mobiliário modernista dos anos 1950 a inspiração de Liliane Rebehy para o inverno da Coven, que faz ótima coleção de estreia no SPFW. Tendo o conforto como premissa básica, a estilista propõe silhueta alongada, camisolas amplas e casacos que envelopam o corpo como grandes cobertores, tudo preso pelas joias criadas por Luisa Velludo especialmente para a apresentação.

A madeira dos móveis desenhados por Le Corbusier vira jacquard com padrão de jacarandá, enquanto a tapeçaria da época é revista em estampas geométricas. Ainda que a vontade, na sala de sua própria casa, a mulher da Coven deixa os ombros à mostra e aposta em ousadas fendas. Para completar o show, seis peças jeans criadas em parceria com a Carrera. Corte de alfaiataria, barras desabadas e bolsos e golas de tricô, afinal, é essa a matéria prima que a marca domina como poucos!